Pedro Fernandes faz caminhada pelas ruas de Bangu

0

RIO

Bangu foi o bairro escolhido pelo candidato Pedro Fernandes para começar o dia de campanha, na quarta-feira, não só pela importância, mas também pelos problemas que precisam ser resolvidos. A zona oeste é uma das regiões mais violentas da cidade, com parte do território dominado pela milícia. “Estive em Bangu conversando com a população e ouvi de várias pessoas que elas sentem medo de sair de casa ou sofrem o drama de não saber se os filhos vão voltar em segurança. Precisamos reverter essa situação e, para isso, investiremos em inteligência e tecnologia. Além disso, vamos chamar os policiais que prestaram concurso da PM e da Polícia Civil para colocar o efetivo nas ruas e nas delegacias”, prometeu o candidato.

Outro assunto conversado com a população de Bangu foi sobre saúde pública. Pedro Fernandes lembrou que já foi profissional da área, trabalhando em hospitais das zonas norte e oeste, e que sabe da necessidade de fazer um atendimento mais humano e digno nas unidades do Estado.

Durante a caminhada, Pedro Fernandes encontrou Marcelo Corrêa, de 33 anos, morador de Senador Camará: “Eu trabalhei no PAM de Irajá, como porteiro, na mesma época em que o Pedro era dentista. E eu vi de perto o que ele fazia para ajudar os pacientes que, às vezes, nem eram dele. Eu o reconheci e fiz questão de falar com ele, porque gostei da atitude dele. E, se ele fizer o mesmo como governador, vai fazer um bom trabalho”.

Da visita a Bangu participaram também, o Deputado Estadual Thiago Pampolha e José Bonifácio, candidato ao Senado, ambos do PDT.

Aliança pela segurança no estado

Já na noite da terça-feira (21/08), Pedro Fernandes compareceu ao lançamento da candidatura à reeleição da Deputada Martha Rocha, no Tijuca Tênis Clube. O candidato a vice-governador, Dr Julianelli (PSB), também participou do evento. “Lá na Alerj eu encontrei Pedro Fernandes. Eu era presidente da Comissão de Segurança e ele da de Orçamento. E lá começamos a perceber o que estava acontecendo. Identificamos que o projeto da UPP estava derretendo e mostramos quanto a Baixada estava abandonada e o interior esquecido”, disse a deputada.

Antes do lançamento, Pedro Fernandes e Martha Rocha caminharam da Praça Saenz Pena até o clube e, no trajeto, ouviam as demandas e conversaram com os moradores da Tijuca.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !