Passageiros relatam insegurança e sujeira em terminal rodoviário localizado atrás da Igreja Matriz

0

BARRA MANSA

O jornal A VOZ DA CIDADE recebeu uma reclamação de passageiros do Terminal Rodoviário dos Ex-combatentes, localizado na Rua Monsenhor Costa, no Centro, de Barra Mansa, em relação a moradores de rua que estariam tomando banho, fazendo necessidades e até mesmo tendo relações sexuais no local. Além disso, de acordo com eles, a falta de segurança no terminal está cada vez maior.

Há dez anos Eduarda Silva, de 25 anos, que trabalha no comércio local, utiliza o terminal rodoviário para pegar o transporte público e afirmou já ter utilizado aplicativos de motoristas particulares para voltar para casa.

Roseane Aparecida, de 29, também trabalha no comércio e comentou que não tem onde sentar enquanto espera o ônibus, pois os moradores de rua estão dormindo no local destinado aos passageiros. “Alguma coisa precisa ser feita, não conseguimos nem sentar lá, é tudo muito sujo, além dos moradores de rua ficarem bêbados, gritando, chamando a gente e dormirem nos bancos. Parece até que é a casa deles, eu tenho medo e isso acontece diariamente”, disse, acrescentando que nem tem como mudar de lugar para esperar o ônibus, pois lá é o único local onde os veículos param para pegar passageiros.

A moradora de um edifício próximo ao terminal rodoviário, Rosa Maria de Oliveira, de 34 anos, disse que além da sujeira do local, os assaltos são constantes, e informou que já foram feitas várias reclamações durante cinco meses para que uma iniciativa seja tomada, mas nada foi realizado. “A gente reclama o tempo todo e ninguém toma providências. Os moradores de rua ficam fazendo as necessidades aqui no terminal. E eu não falo por mim, mas por todos que frequentam aqui. Várias pessoas já foram assaltadas no terminal. A noite tem pessoas que ficam dormindo e tendo até mesmo relações sexuais”, contou.

O jornal A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Prefeitura de Barra Mansa para saber qual inciativa seria tomada para higienização e limpeza do local e em relação à segurança e atitudes, como as citadas acima, dos moradores de rua. O Executivo informou que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) realiza uma vez por semana, de madrugada, a limpeza, lavagem e sanitização do terminal. Em relação à segurança, a Guarda Municipal disse que reforçará o monitoramento na área. Já sobre os moradores de rua, a prefeitura ressaltou que o Centro Pop constantemente realiza abordagens aos moradores em situação de rua dando orientações de higiene, bem como oferece acolhimento no Abrigo Municipal. “Os moradores em situação de rua ainda têm a opção de pernoitar no Lar de Jesus, caso tenham interesse e haja vaga, porém esse não é um serviço oferecido pela prefeitura, mas sim orientado”, informou a nota.

 

 

error: Conteúdo protegido !