Orientadora emocional aponta que um relacionamento não termina inesperadamente

0

BRASÍLIA

É recorrente a sensação de que, ‘do nada’, a relação, que parecia tão bem, acabou. Mas, será mesmo? Um relacionamento não termina da noite para o dia, como aponta a orientadora emocional Camilla Couto.

Para ela,  preferimos, muitas vezes, os sinais são ignorados. “Um relacionamento não termina da noite para o dia. Ele termina nos pequenos detalhes, aos poucos – no ‘bom dia’ que não vem mais acompanhado de um beijo, nos programas que o casal faz cada vez mais sem a presença do outro, na falta de intimidade e de cumplicidade, nas palavras de carinho não ditas, nas promessas não cumpridas”.

Mas, segundo ela, na maioria das vezes, temos tanto medo de encarar essa realidade, que preferimos fechar os olhos e acreditar que o relacionamento não vai acabar. É claro que todo relação amorosa que dura no tempo passa por crises e momentos de dificuldades.

Camilla acredita que quando se opta por ignorar as mudanças e os sinais que demonstram que a relação não anda às mil maravilhas, ela está fadada a terminar. “Fingir que nada está acontecendo não conserta a relação, apenas piora esse processo. Vamos varrendo as verdades para debaixo do tapete, acreditando que, assim, elas vão sumir. E o que acontece é que não resolvemos os problemas na hora em que eles acontecem e, por isso, eles tendem a aumentar e aumentar, até explodir em uma separação. Muitas vezes, com brigas desnecessárias”, enfatiza.

Mas pior do que terminar algo é permanecer em uma relação que não acrescenta ou que não há valorização. “É verdade que muitos finais de relacionamentos são doloridos, pois sonhos são quebrados, expectativas são frustradas e pode haver a sensação de termos sido enganados. Mas, viver presos em um relacionamento falido também pode ser muito doloroso. Nosso brilho vai se apagando e nossa felicidade, se esvaindo, aos poucos, no dia a dia da relação que não faz mais sentido”, enfatiza ela.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !