Operação realizada por policiais do 38º BPM desarma quadrilha em Três Rios

0

TRÊS RIOS

Uma operação desencadeada por policiais do 38º Batalhão da Polícia Militar na tarde de terça-feira, dia 27, resultou na prisão de cinco criminosos e na apreensão de armas e drogas no bairro Boa União. Segundo informações da PM, a operação denominada “Alecto” faz referência à caçada daqueles que espalham pestes e maldições.

Segundo a polícia, durante o flagrante dois dos criminosos assumiram a propriedade das armas – Divulgação

A polícia explica que ‘Alecto’ era uma personagem da mitologia grega e romana, denominada ¨A Implacável¨. É uma das deusas que castigavam os crimes. “A ação foi uma resposta em combate ao tráfico de drogas e aos potenciais crimes de homicídios na região. Ela teve início a partir de levantamentos realizados pelo Serviço de Inteligência em conjunto com um policial militar que colaborou com as informações, sendo crucial para o êxito da operação”, informou a polícia.

Ainda de acordo com as informações, as investigações apontaram para endereços com potencialidade de serem localizados armas e drogas. As equipes conseguiram deter cinco elementos, entre idades de 19 a 27 anos, todos envolvidos com o tráfico de drogas. Durante a operação foram apreendidos: duas pistolas calibre 9mm, dois carregadores contendo 34 munições intactas em condições de uso, um simulacro de fuzil, meio quilo de pasta base de cocaína e 52 pinos de cocaína.

A polícia disse ainda que no curso dos levantamentos constatou-se que a droga foi comprada pelo valor de R$8 mil e que seriam produzidos dois mil pinos de cocaína, sendo vendidos por R$10 cada, o que iria gerar um faturamento de R$20 mil.

Segundo a polícia, durante o flagrante dois dos criminosos assumiram a propriedade das armas, enquanto os outros três vendiam a droga, recebendo, cada um, R$200 por dia.

Todos os criminosos foram autuados por tráfico e associação ao tráfico, além de dois deles também serem autuados por porte ilegal de arma de fogo. Eles ficaram detidos na 108ª Delegacia de Polícia, onde o fato foi registrado.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !