Operação em Angra deixa dois mortos e 20 pessoas são presas, além de vasto material apreendido

0

ANGRA DOS REIS

Uma ação realizada pelo Bope e policiais militares do 33º Batalhão de Polícia Militar no bairro Camorim Grande, com início na madrugada de sábado, 8, terminou com dois homens mortos e vasto material apreendido. A operação foi dividida em duas fases. A primeira foi executada pelo Bope, houve conflito armado com traficantes, quando dois deles foram mortos. Foram apreendidas 1,4 mil pinos de cocaína, 100 trouxinhas de maconha, uma espingarda calibre 12, uma granada de fabricação caseira, uma balança de precisão.  Na segunda fase, realizado por PMs, foi feito o vasculhamento e patrulhamento na comunidade. Foram detidas 25 pessoas, sendo que 20 permaneceram presas, além de armas e drogas apreendidas.

Foram apreendidos na segunda fase R$ 881 em espécie, 43 trouxinhas de maconha, 62 tubos com cocaína, um rádio comunicador, 14 munições 9 mm, uma munição 5.56, uma munição .40, um carregador de pistola, 19 celulares, dois tablets, vasto material para endolação de entorpecente, uma pistola de uso restrito calibre 9 mm, 30 aves silvestres, seis veículos recuperados, sendo quatro carros e duas motos roubados, e outros sete veículos, sendo cinco carros e duas motos, também apreendidos, três caixas de morteiro, 210 pinos de cocaína, uma balança de precisão e uma touca ninja.

Segunda fase foi feita por policiais militares – DIVULGAÇÃO

Segundo informações do 33º BPM, a operação aconteceu depois de souberam que um baile funk seria realizado em comemoração ao aniversário de um dos chefes do tráfico da localidade — que está foragido. “Informações apontam que criminosos oriundos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro tentam subjugar moradores daquela localidade e que na referida data, planejavam realizar um ‘baile’ em comemoração ao aniversário de Willemsem Luiz da Silva, vulgo Vidigal, que se auto-intitula chefe do tráfico na comunidade”, aponta o 33º BPM.

Carros tambpem foram apreendidos – DIVULGAÇÃO

Dentre os presos, alguns são familiares do citado Vidigal, associados direta ou indiretamente ao tráfico ilícito de entorpecentes. O baile não foi realizado na comunidade.

Todos os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados à 166ª Delegacia de Angra dos Reis.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !