Ônibus elétrico entra em fase de teste em Volta Redonda

0

O prefeito Samuca Silva (Podemos), o vice, Maycon Abrantes, e a equipe da prefeitura participaram ontem, juntamente com jornalistas, do percurso inaugural do ônibus do Projeto Tarifa Comercial Zero. Logo depois, foi a vez dos empresários, vereadores e representantes de Associações de Moradores fazerem a viagem teste.

O coletivo, que irá ligar os polos comerciais da cidade gratuitamente, contará com seis pontos, sendo um na Vila Santa Cecília, atrás do Escritório Central, dois no Centro, um na Avenida Gustavo Lira e outro na Rua Eduardo Junqueira, além de dois no Aterrado, um na Avenida Paulo de Frontin, em frente ao prédio da Prefeitura, e outro na Avenida Lucas Evangelista, em frente ao Sesi, e outro no cruzamento da Avenida Sávio Gama com Rua Campos, no Retiro.

Trata-se do primeiro ônibus elétrico do Estado do Rio de Janeiro que irá circular em Volta Redonda. Depois de ontem, da viagem inaugural, hoje o ônibus já começa a carregar passageiros de graça. Segundo o prefeito, será um mês em fase de teste. Disse ainda, que o ônibus teste não vai resultar em nenhum custo à Prefeitura de Volta Redonda. Declarou também que, cumprindo o plano de governo, o veículo será utilizado para o Programa Tarifa Comercial Zero e irá atender a população gratuitamente.

O ônibus é 100% elétrico e nacional, tem a capacidade para carregar 83 pessoas de uma só vez, sendo 26 sentadas e 57 em pé. A iniciativa, de acordo com o prefeito, faz parte do processo de planejamento de implantação do ônibus e a partir de hoje, o ônibus será testado com a finalidade de saber quantos passageiros irão utilizar o Tarifa Comercial Zero. “A ideia é aquecer a economia, levando os consumidores aos principais centros comerciais da cidade, sem interferir nas linhas convencionais”, destacou o prefeito.

OBJETIVOS

O prefeito destacou também que a ideia visa evitar a poluição sonora e atmosférica e incentivar a população deixar o carro em casa e usar o transporte público de qualidade. Durante a viagem teste com os jornalistas tudo foi testado, como ar-condicionado, internet Wi-Fi e ligações USB para recarregar celular. Inicialmente, de acordo com o prefeito, será um ônibus que irá funcionar em horário comercial, de segunda a sábado, das 8h30min às 18 horas, e levará quatro horas para ser carregado.

Depois do período de teste, a ideia é iniciar a circulação com três carros, caso o teste seja aprovado. O valor estimado para o investimento é de R$ 1,1 milhão e os ônibus serão adquiridos por meio de pregão. A garantia de cada carro é de 20 anos.

O ônibus, segundo informou o secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Wellington Silva, vai atender pessoas que querem circular entre os quatro centros comerciais da cidade em tempo rápido. Disse que, o percurso completo dura, em média, uma hora e que a cada quatro horas, o carro deverá ser recarregado para percorrer mais 400 quilômetros. O percurso definido pelo município é de 12 quilômetros. E segundo expectativa da equipe da prefeitura, o carro fará seis a sete viagens diárias.

O representante da empresa que cedeu o ônibus para teste, Marcio Gouveia, disse que o ônibus elétrico tem capacidade para rodar até 250 quilômetros, mas depende da quantidade de passageiros.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !