Ônibus é alvo de reclamações de moradores de Porto Real

0

PORTO REAL

Moradores de Porto Real procuraram o A VOZ DA CIDADE para se queixarem de transtornos com o transporte público do município. Segundo os reclamantes, tanto o transporte municipal, quanto o intermunicipal, não estão atendendo de forma satisfatória os passageiros. De acordo com as queixas, alguns veículos não estão em boas condições, há atraso nos horários, e, a condução muitas vezes fica lotada.

As queixas dos ônibus municipais, de responsabilidade da Viação Porto Real Transporte, são sobre a falta do atendimento ao bairro Jardim das Acácias, que segundo os reclamantes, parou de atender o bairro há cerca de um ano. Segundo o presidente da Associação dos Moradores do bairro, Francisco Sérgio, a falta do ônibus dentro vem causando transtornos para idosos, gestantes e deficientes. “O ônibus chega na porta do bairro, mas não entra”, lamentou, afirmando que diversas reclamações já foram feitas, e a prefeitura diz que irá resolver, mas nada acontece.

Já sobre o transporte intermunicipal, um dos passageiros que se queixou dos serviços oferecidos pela Viação Falcão, mas não quis se identificar, disse que mora em outra cidade, mas trabalha Porto Real, e utiliza o ônibus de 5h40min. Segundo ele, a condução fica tão lotada que as pessoas têm que se espremer. “Nos horários de pico é sempre isso, mas durante a manhã é pior”, disse, completando que existem ônibus que estão totalmente sucateados. “Quando chove, vaza água dentro dos ônibus, o piso está irregular e as pessoas tropeçam. O veículo vive quebrando no caminho”, contou, expondo que o Departamento de Transporte Rodoviário do Rio de Janeiro (Detro), proibiu que nove veículos da Falção fossem utilizados nas ruas, no entanto eles continuam circulando normalmente.

Outra queixa realizada é que a Viação Falcão retirou algumas linhas de circulação, o que acarretou em transtornos para os que trabalham em Volta Redonda. “O último ônibus é às 13 horas, ou seja, quem precisa do transporte mais tarde, precisa pegar três ônibus para conseguirem ir de uma cidade para outra” relatou o passageiro anônimo.

Segundo confirmou o Detro, neste ano os agentes aplicaram nove multas nos coletivos da Viação Falcão, e, que no mesmo período a ouvidoria do órgão registrou cinco reclamações referentes a empresa.  E ratificou que irá intensificar a fiscalização na região, e caso constatadas das irregularidades, serão aplicadas as sanções cabíveis. As denúncias de ônibus intermunicipais devem ser feitas ao Detro através do telefone (21) 3883-4141, do WhatsApp (21) 98596-8545, e, pelo e-mail [email protected].

O A VOZ DA CIDADE entrou em contato também com a Prefeitura de Porto Real, para saber as condições dos ônibus municipais, segundo a nota enviada, quando o prefeito, Ailton Marques, assumiu o governo, em agosto de 2017, não havia nenhum transporte coletivo em funcionamento no município. “Para viabilizar a retomada, foi estabelecido um novo trajeto que privilegia as vias principais. Já há estudos em andamento para que bairros como o Jardim das Acácias possam ser incluídos no itinerário sem acréscimo no valor da passagem”, informou, acrescentando que em agosto mais um veículo foi somado ao serviço da linha municipal, aumentando a quantidade de horários e diminuindo o tempo de espera.

A nota ainda informou que o Departamento de Transporte do Município realiza a fiscalização da Viação Porto Real Transporte e que, segundo o Departamento, a última fiscalização ocorreu na quinta e sexta-feira, dias 1 e 2 de agosto. “A Viação Falcão tem um valor de R$ 3 na passagem para os passageiros que fazem o trajeto Porto Real x Floriano. Já a Viação Porto Real Transporte cobra R$ 2,95, para o trajeto Posto Olá x Bulhões / Bulhões x Posto Olá, e que, não há previsão de aumento”, concluiu.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !