Obras para novo painel da Igreja Matriz é aprovado em Conselho

0

BARRA MANSA

A polêmica das obras da Igreja Matriz de São Sebastião, finalmente está chegando ao fim, após o Conselho Municipal de Cultura de Barra Mansa (CMCBM) aprovar a adequação do projeto. Para se adequar às exigências do Conselho, a igreja propôs a instalação de um novo painel, que ficará na frente do atual, com deslizamento lateral sobre trilhos, o que permitirá a contemplação de ambos. Segundo o parecer final do conselho, o Padre Milan garantiu que o painel antigo estará visível para a população às segundas-feiras de 8 às 21 horas, quintas-feiras de 8 às 18 horas e aos sábados de 8 às 12 horas. O parecer conclusivo foi entregue ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o presidente do conselho e secretário de Cultura, Marcelo Bravo, embora não unânime, a comissão entendeu que a nova proposta atende os requisitos do parecer final, que foi apresentado em janeiro à Diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda, que representa a Paróquia de São Sebastião. O parecer estabelecia que o projeto de obra apresentado poderia ser realizado, desde que garantida à contemplação do painel antigo. “Nada mudou no projeto, houve apenas uma adaptação para que o painel atual também possa ser exposto”, observou.

Questionado pelo A VOZ DA CIDADE sobre o descumprimento de horários e dias para a contemplação do painel atual, Bravo explicou que a pessoa que perceber tal ato, poderá realizar a reclamação no conselho. “Com isso a gente pode acionar ao Ministério Publico. Pois o alvará aprovará a obra de acordo com o que determina o parecer do conselho. Se a igreja não o fizer, ela irá descumprir a determinação”, expôs, informando que o Conselho de Cultura se reúne toda última sexta-feira do mês, de 9 às 11 horas, no Palácio Barão de Guapy, no Centro.

INÍCIO DAS OBRAS

Desde sábado, dia 4, a igreja Matriz está fechada, o que levou algumas pessoas questionarem se a obra havia recomeçado. No entanto, segundo informou a paróquia , a igreja está realizando uma colocação de tubulação contra incêndio, atendendo às exigências da Secretaria da Fazenda do município. Já sobre o início para as obras do projeto, ainda não há uma data, já que ainda é necessário o alvará que autoriza a iniciação do trabalho. A paróquia informou ainda que, assim que autorizada, a comunidade será comunicada. O padre Milan foi procurado por dois dias para falar sobre o assunto, mas disse que não estava disponível para falar nos momentos em que foi procurado.

Segundo explicou o presidente do conselho, Marcelo Bravo, por se tratar de um patrimônio cultural, o alvará será necessário. “É um consentimento da Secretaria de Planejamento Urbano, que mostra que a obra atende os requisitos do conselho de cultura”, ratificou.

JUSTIFICATIVA DAS OBRAS

Desde novembro de 2018, a reforma da igreja gerou grandes críticas entre alguns fieis que eram totalmente contra as reformas, e, por se tratar de um patrimônio público, foram realizadas audiências públicas e reuniões do CMCBM, foram realizadas ainda pelos membros do conselho pesquisas históricas e visitas técnicas para elaborar o parecer.

Segundo a igreja, uma das razões para a realização das obras é para atender a lei de acessibilidade e as orientações do Vaticano, como por exemplo, a mureta do altar que dividia os celebrantes dos fieis. Já em relação ao painel, o bispo-emérito diocesano da paróquia, Dom Francisco Biasin, justificou na audiência pública do dia 19 de dezembro, que a imagem de um triângulo, no atual painel, já não representava a experiência atual de Deus.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !