Obras de reforma da Ponte da Guarda ligando Resende e Passa Vinte começam a sair do papel

0

RESENDE

As obras de reforma da Ponte da Guarda, localizada nas proximidades da Cachoeira da Fumaça, no distrito da Fumaça, na zona rural do município, começa a sair do papel. A ponte liga os Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Uma reunião, realizada na segunda-feira, dia 11, reuniu o vereador Joaquim Romério (MDB), autor da indicação pedindo ao Executivo a reforma da travessia, o prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz (Democratas); o secretário municipal de Desenvolvimento Rural de  Resende, Vinicius Cibien; o prefeito de Passa Vinte, Lucas Nascimento; além dos vereadores de Passa Vinte, Delcio Borges e Magno Faisther; o secretário de Obras de Passa Vinte, Alexandre Elis e o diretor de Assistência Social, Fábio Eulalio. O encontro aconteceu n o gabinete do prefeito Diogo, no Centro Administrativo do bairro Jardim Jalisco.

“Nos reunimos com vereadores, com o prefeito Lucas Nascimento e uma equipe de Passa Vinte. Foi estabelecida uma parceria para recuperação da Ponte da Guarda, na divisa entre os nossos municípios e também entre os estados do Rio e Minas Gerais. A proposta é que trabalhemos juntos para melhorar as condições de tráfego e mobilidade da população e isso eu vejo com bons olhos. Vou trabalhar e me empenhar para que dê tudo certo”, disse o prefeito Diogo.

A reunião foi solicitada pelo vereador Romério, após aprovação da indicação no Legislativo, solicitando a administração municipal a reforma da Ponte da Guarda sobre o Rio Preto, que liga os Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. “A Ponte da Guarda já existe há mais de 30 anos e nunca passou por nenhuma reforma durante todo este período, o que a torna perigosa e pode causar acidentes”, disse o vereador Romério acrescentando que a Ponte da Guarda tem aproximadamente 25 metros de extensão e é importante para as localidades, uma vez que faz a ligação dos municípios de Passa Vinte, na cidade mineira e de Resende, no Estado do Rio de Janeiro.

“Com a reunião obtivemos um resultado positivo para a reforma da Ponte da Guarda. Os dois municípios deverão formar uma parceria nos próximos dias e em seguida será iniciadas as obras”, explicou o vereador Romério. Ele informa ainda que a reforma consiste na troca das placas de concreto que formam o piso e estão danificados. “As duas prefeituras ficarão incumbidas de ajudarem na confecção das placas de concretos que metem 1,50m x 5 m. Além disso, as administrações municipais farão o transporte do material até o distrito de Fumaça e na troca das placas de concretos”, disse o parlamentar.

Reforma da Ponte do Bairro Pilotos, em Quatis, começa nos próximos dias

Serão iniciadas nos próximos dias as obras de recuperação da ponte que liga o Centro ao Bairro Pilotos, sobre o Ribeirão dos Quatis. Uma das extremidades da travessia cedeu no ano passado devido às chuvas. Com o problema, o tráfego de veículos na localidade passou a ser feito apenas em mão única. O prefeito Bruno de Souza (MDB) assinou, na terça-feira, dia 12, a ordem de serviço para execução da reforma. O valor dos serviços de recuperação, que serão realizados com recursos próprios do município, se aproxima de R$ 14 mil. A previsão é de que os trabalhos estejam concluídos em um mês.

A ponte se localiza na descida da Rua Pedro Monteiro, uma das vias transversais da Avenida Euclides Guimarães Cotia, principal acesso à cidade para os motoristas provenientes da Rodovia RJ-159. Essa travessia representa também um dos acessos para a estrada que liga a área urbana à comunidade de Joaquim Leite e ao distrito de Falcão, ambos localizados na zona rural. Antes da queda parcial de uma das cabeceiras, o tráfego na ponte era feito em mão dupla, por carros pequenos e veículos pesados. A empresa vencedora do processo de licitação voltado à realização da obra foi a TET Sul Itatiaia Terraplanagem EPP Ltda.

Ponte do bairro Pilotos começa a ser recuperada em breve pela Prefeitura de Quatis-Divulgação

O prefeito Bruno de Souza esclareceu que a administração municipal pretendia já ter iniciado os serviços de recuperação, visto que o número significativo de motoristas que utilizam diariamente a travessia. No entanto, a prefeitura teve que cumprir diversos procedimentos administrativos, financeiros e jurídicos estabelecidos pela legislação visando contratar a empresa encarregada dos trabalhos. “A administração pública precisa cumprir uma série de normas legais para contratar as empresas encarregadas de realizar as obras e serviços, sob pena de ser responsabilizada judicialmente. Muitas das vezes, estes procedimentos podem retardar o início de uma ação do governo, e nem sempre andam na velocidade que queremos. Reconhecemos que a recuperação da ponte do bairro Pilotos já deveria ter começado, mas tivemos que obedecer estes procedimentos. O fato é que os serviços de recuperação da travessia vão começar nos próximos dias, assegurando dessa maneira a retomada e a segurança do tráfego nesta ponte para a circulação de veículos”, explicou Souza, acrescentando que a travessia tem quase 20 metros de cumprimento por cerca de dez metros de largura.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !