O que você sabe sobre a reforma da previdência?

0

Nos últimos meses a gente liga a televisão e só ouve falar da tal da reforma da previdência. O governo tenta desesperadamente a aprovação, a oposição faz jogo duro ameaçando não aprovar, enquanto isso o INSS morde um pedacinho do seu salário todo mês e você ainda não sabe quando vai se aposentar. Por isso hoje vamos entender um pouco mais da proposta de reforma da previdência.
O sistema previdenciário surgiu em 1964, depois se fundiu com outros institutos de seguridade social, dando origem ao INSS em 1977. Nesta época, além da expectativa de vida do brasileiro ser menor, os casais tinham mais filhos, a consequência era que existiam mais jovens ativos no mercado do que senhores aposentados, assim ficava mais fácil manter esse regime que funciona como um seguro, onde os trabalhadores ativos sustentam os que estão afastados, sejam por aposentadoria ou licenciados, mas agora os benefícios pagos não andam equilibrados com a quantidade de dinheiro que se recebe, e quando isso acontece, o governo tem que cobrir essas despesas gerando o que chamamos de deficit da previdência. E este problema tende a aumentar. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), hoje o Brasil tem 11 idosos para cada 100 adultos aptos a trabalhar, e até 2050 esse número subirá para 36. Uma das propostas em discussão é a adoção do modelo de capitalização, onde cada trabalhador vai financiar a sua própria aposentadoria através de depósitos em uma conta individual, como uma espécie de poupança.
Já escutei gente dizendo que espera ansiosamente a aposentadoria do INSS para “curtir a vida”, e por isso não pode ser tão tarde, porque se não, não vai ter disposição pra aproveitar. Pois é, mas a previdência social não existe para este fim, e sim para custear os anos de vida que a pessoa estiver incapaz de trabalhar. Para curtir a vida é preciso construir reservas com recursos próprios, que vão gerar juros e te deixar em casa mais cedo. Hoje não existe uma idade mínima para se aposentar, qualquer trabalhador que cumprir o tempo mínimo de serviço (35 para homens, 30 para mulheres) pode se aposentar; se uma mulher começar a trabalhar aos 18 anos, aos 48 ela já conta com a previdência social, e nesta idade, a maioria das pessoas estão totalmente aptas ao trabalho. Será que realmente faz sentido parar de trabalhar tão cedo se a expectativa de vida do brasileiro vai até os 76 anos? Outra reforma proposta é estabelecer a idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres. Mas tudo isso não é de uma hora para outra, será proposto também uma regra de transição pra que essas mudanças sejam graduais durante 12 anos e com isso estima-se a economia de R$ 1 tri.
Sei que perder direitos adquiridos não é agradável pra ninguém, mas pensando no futuro do sistema previdenciário, vale a reflexão. Independente de estar contra ou a favor da reforma, uma coisa é certa, NÃO ESPERE O INSS PARA SE APOSENTAR! Construa suas reservas através de uma vida financeira saudável, para que você seja cada dia mais livre.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !