“O Afeganistão não deve ser nunca mais usado como porto seguro para terroristas” diz secretário-geral da ONU

0

NOVA IORQUE

A situação no Afeganistão foi debatida pelo Conselho de Segurança na última segunda-feira, dia 23. O secretário-geral da ONU, António Guterres, falou ao grupo e pediu apoio para combater a ameaça terrorista no país.

António Guterres disse que “a comunidade internacional precisa estar unida para garantir que o Afeganistão nunca mais seja usado como plataforma ou porto seguro de organizações terroristas”.

Ameaça Global

Guterres fez um apelo ao Conselho de Segurança por trabalho e ações em conjunto, “usando todas os meios possíveis para conter a ameaça global terrorista e garantir o respeito aos direitos humanos básicos.”

O secretário está preocupado principalmente com violações dos direitos de mulheres e de meninas, que “temem um retorno aos tempos mais sombrios”.
O chefe da ONU lembrou que as afegãs esperam da comunidade internacional apoio, uma vez que foi “essa mesma comunidade que garantiu que elas teriam oportunidades, acesso à educação e liberdades individuais”.

Crianças que vivem no campo de deslocados de Haji, em Kandahar, no Afeganistão, não têm mais acesso à escola – © Unicef Afeganistão

Abertura de fronteiras

O embaixador pediu ajuda para que o mesmo não aconteça na capital Cabul. Ghulam Isaczai lembrou que houve a “oportunidade de evitar uma guerra civil e que o país se tornasse um Estado pária”.

O representante pediu ainda às nações vizinhas para manterem suas fronteiras abertas a todos que estão escapando e defendeu o estabelecimento de um governo de transição inclusivo e representativo com a participação de mulheres e de grupos étnicos.

Ele fez ainda um apelo ao Conselho de Segurança e às Nações Unidas, “para não reconhecerem nenhuma administração que chegue ao poder com o uso da força”.

* Silas Avila Jr – Editor Internacional