Notas & Notas

0

OPERAÇÃO LIMPEZA

A operação permanente de limpeza urbana realizada pela Prefeitura de Quatis retirou, no período de junho a novembro, quase duas mil toneladas de lixo e entulho das ruas, avenidas e praças do município, incluindo os bairros da zona urbana e as comunidades rurais. A informação faz parte do novo balanço divulgado semana passada pela secretaria de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos, que coordena a realização dos serviços na cidade. Ressaltando que a limpeza urbana é considerada um serviço de rotina em Quatis, o prefeito Bruno de Souza (PMDB) salientou que no período das chuvas fortes o serviço se torna ainda mais importante no sentido de evitar os transtornos causados à população em razão do acúmulo de entulhos e lixos. “Precisamos sempre estar reforçando o chamado aos moradores para que não joguem lixo na rua. Infelizmente, há situações nas quais os entulhos são retirados pela manhã e à tarde já tem lixo jogado na mesma via pública”, frisou.

RELATÓRIO

O relatório apontou que o Bondarowsky como o bairro que teve a maior quantidade de entulhos e lixos recolhida de junho aos primeiros 11 dias deste mês (novembro): ao todo, foram retiradas 320 toneladas na comunidade. Em seguida, ficaram o Centro (245 toneladas), Jardim Pollastri (234), Barrinha (147), Santo Antônio (138), Nossa Senhora do Rosário (135), Mirandópolis (129), Jardim Independência (96), Pilotos (93), Água Espalhada (72), São Benedito (66), São Joaquim, Alto Paraíso (48), Loteamento Boa Vista (39), Loteamento Santa Bárbara (30), Loteamento Céu Azul, Joaquim Leite (nove toneladas, em cada) e Falcão (seis).

EVENTO RECOLHE QUEIXAS

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Barra do Piraí, e com apoio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e Contribuinte (CAO Consumidor/MPRJ), realizará evento visando à coleta de informações e reclamações dos consumidores sobre a prestação de serviços de telefonia e internet móvel na cidade. O evento será nesta segunda-feira, das 10 às 16 horas, quando o ônibus da Ouvidoria do MPRJ estará na Praça Nilo Peçanha, Centro, para atendimento ao público.  O MPRJ entende que há um quadro de subnotificação da má prestação de serviço aos devidos órgãos de controle, como o Procon, o próprio Ministério Público e a Anatel, agência reguladora do setor de telecomunicações, convidada a participar da coleta de dados.

CENTRO OFTALMOLÓGICO

Foi inaugurado em Angra dos Reis, sexta-feira, feriado na cidade por conta do dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição, o Centro Oftalmológico Saúde no Olhar, instalado nas dependências do Hospital Geral da Japuíba (HGJ). O local conta com uma estrutura de três salas para atendimento à população; aparelhos e equipamentos que auxiliam nos diagnósticos, como exames ou meios auxiliares ou complementares de diagnósticos, na intervenção ou no tratamento dos pacientes; recepção e banheiros. A previsão da direção do HGJ, do secretário hospitalar, Sebastião Faria de Souza, é a de que o centro atenderá em média 600 pessoas por mês, e de que no primeiro trimestre de 2018 as cirurgias de cataratas já comecem a ser realizadas no hospital, mas em um futuro bem próximo, a unidade iniciará cirurgias em outras especializações na saúde dos olhos.

RUA DE LAZER DE NATAL

Ontem, a Rua de Lazer, coordenada pela secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda (Smel), foi especial. Com o tema Natal, o evento teve apresentações de uma roda de capoeira para animar quem foi à Avenida Radial Leste. Os capoeiristas estavam com figurinos natalinos. Segundo a secretária de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares, esta edição da Rua de Lazer serviu para simbolizar o Natal. “Estamos fazendo algumas edições especiais na Rua de Lazer, levando atrações diferentes, nessas ocasiões e o tema do Natal não poderia ficar de fora”, ressaltou. Desde janeiro, a Rua de Lazer já teve 49 edições, todas com um público empolgado com o projeto, que faz parte do Plano de Governo do prefeito Samuca Silva. O objetivo da Rua de Lazer é possibilitar o exercício da cidadania em diversos âmbitos, como a expressividade, criatividade e a vivência de atividades de diferentes conteúdos do lazer.

CERTIFICADOS

Cinco alunos do Colégio Municipal Reinaldo Maia Souto que obtiveram os melhores desempenhos no Concurso de Redação promovido pelo Lions Clube de Resende participarão amanhã, a partir das 8h30min, da cerimônia de premiação. A entrega de certificados aos vencedores acontecerá nas dependências da escola com a presença de membros do Lions Clube, familiares das estudantes, professores e representantes da Secretaria de Educação. Com o tema ‘07 de Setembro – Independência do Brasil’, o concurso realizado no mês de setembro, teve como objetivo despertar nos alunos a criatividade e a cidadania. De acordo com os organizadores a ideia  também foi estimular os estudantes a refletirem mais sobre a história do país.

O CONCURSO

O concurso envolveu estudantes de Resende e Itatiaia  e conforme explica a diretora do Colégio, Alessandra Assunta, 140 alunos da unidade fizeram as redações. Os alunos com melhor desempenho foram: Vitória Colasso ,Gabriela Ribeiro, Mariana Chaves,Milena Vinícius dos Reis e Thaissa Lima Cavalcante. “A nossa aluna que escreveu a melhor redação foi convidada para participar de um evento festivo do Lins Clube, onde teve a oportunidade de ler o texto o qual produziu. Agora a entrega dos certificados está  marcada para a próxima terça-feira e com certeza será um encontro muito bonito. Ficamos realmente muito felizes ao saber que quatro dos nossos alunos foram premiados. Isso demonstra o empenho e a dedicação de todos eles e também que o nosso ensino está no caminho certo”, disse a diretora, Alessandra Assunta.

PRÊMIO CREA

O ICT foi premiado pelo CREA-RJ – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio de Janeiro, na 6º edição do Prêmio CREA-RJ de Trabalhos Científicos e Tecnológicos. A premiação aconteceu na última quinta-feira, (7), no Clube de Engenharia, no Rio de Janeiro. Nesta 6º edição do prêmio, 22 instituições de ensino do Estado do Rio como Universidades, Faculdades e Escolas Técnicas, participaram enviando seus projetos. No total dos inscritos, apenas 89 trabalhos foram premiados, sendo 36 de autoria das escolas técnicas da capital e interior do Estado. O ICT inscreveu 8 trabalhos técnicos produzidos pelos alunos e todos foram premiados, ficando com 25% da premiação no total. Entre as escolas técnicas, apenas o ICT foi a escola premiada do interior do Estado, pois a maioria delas são oriundas da cidade do Rio de Janeiro.

AOS ALUNOS E PROFESSORES

O Diretor Geral do ICT, Engenheiro e Professor Claudio Álvares Menchise, recebeu o troféu e certificado em nome da instituição e dedicou aos alunos e professores o prêmio conquistado. “Estou muito feliz por esta conquista importante para os cursos técnicos da escola, e parabenizo a todos os alunos e seus professores orientadores que conquistaram o prêmio CREA-RJ 2017 por seus trabalhos científicos e tecnológicos, e que eles são os verdadeiros campeões do saber e do fazer”, concluiu o diretor. O Prêmio Crea-RJ de Trabalhos Científicos e Tecnológicos tem como objetivo valorizar, reconhecer e divulgar a produção acadêmica e valorização do acervo científico construído por estudantes e docentes, das áreas da Engenharia, da Agronomia, da Geologia, da Geografia, da Meteorologia, nos níveis médio técnico e superior, mestrado e doutorado contribuindo para a construção de acervo tecnológico inovador e gerador de produtos, processos e serviços para a sociedade brasileira.

CONFERÊNCIA ELEGE CONSELHEIROS

Aproximadamente 200 pessoas participaram da IV Conferência Municipal de Cultura de Volta Redonda, realizada no sábado, dia 09, no   Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB), no bairro Aterrado. O objetivo do evento foi a eleição de 12 membros do novo Conselho Municipal de Cultura e de delegados para etapa estadual do Conselho. O prefeito Samuca Silva participou da abertura, junto com a secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, e o presidente do Conselho Municipal, Hugo Kruger. Samuca agradeceu o trabalho dos conselheiros que estão saindo e falou do futuro. “É preciso dar oportunidade aos artistas nos bairros e incentivar os novos talentos culturais. Já conseguimos avançar na construção de uma política pública cultural e vamos seguir em frente”, destacou o prefeito.

UM FATO NA FOTO

Muito dinheiro no bolso ou saúde pra dar e vender?

Muito se fala da crise financeira que vive o estado do Rio de Janeiro. Mas muitas vezes o que se vê não condiz com os dados que são divulgados. Quem andou pelas ruas do Centro de Barra Mansa no sábado ficou impressionado com o grande número de pessoas nas lojas fazendo compras de Natal. E pensando na música Fim de Ano, de João Dias, no trecho “muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender”, podemos plagiar fazendo uma pequena modificação e tornando a frase uma interrogação: muito dinheiro no bolso ou saúde pra dar e vender?