Não venci todas as vezes que lutei. Mas perdi todas as vezes que deixei de lutar (Cecília Meireles)

0

 Existem frases, pronunciamentos, declarações, respostas, expressões que falam tão profundo que marcam as nossas vidas, deixam marcas indeléveis na nossa alma e muitas vezes mudam o rumo que enganosamente estamos seguindo. Estas palavras ou declarações, saem espontaneamente, sem pretensões nem intenções de ofender, acusar, instigar; mas são palavras que nos instruem, nos despertam, que abre nossos horizontes; mareados com as imperfeições, os vícios, ideologias maléficas e prejudiciais que nos dedicamos perdendo nosso tempo e a nossa paz. São palavras que podemos dizer… divinas. São Tiago diz que: Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. (Tg 1.17).

Esta frase do título á cima escrita, nos mostra claramente como fomos prejudicados com os pensamentos de que nosso esforço próprio, nossas capacidades são infalíveis. E quando entramos na luta; seja esta defensiva, ou ofensiva; nos trabalhos e empenhos para prosperarmos; ficamos frustrados, abatidos e quase desistimos quando nada deu certo. Sendo que, estas lutas são jogos, que podemos vencer ou perder. Mas as pessoas creem que sempre vão vencer, não levando em conta que muitas vezes as percas lhes trarão experiências, mudanças de atitudes, de meta que poderão melhorar seu empenho.

Nem sempre a derrota é o final. Pode ser o recomeço que levará ao êxito inesperado ou imaginado. A segunda parte deste título diz que: Perdemos, todas as vezes que desistimos, que nos acovardamos, que abandonamos a meta que propusemos alcançar. Não podemos deixar que nada nos desvie da visão que recebemos ou enxergamos como bênçãos. Quantos deixaram de lutar por sua família, pelo seu emprego, por seus estudos, pela amizade, pelos seus ideais, pela sua fé em Cristo Jesus. E agora estão amargando derrota, solidão, revolta, prejuízos. Mas… será que tudo acabou; vão também dar cabo da sua vida? São Paulo, o grande altruísta da fé. Disse: Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prémio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. (Filipensses 3.13,14).

Não, meu amigo. Há Um Deus que esteve te dando vida desde a tua concepção. E Ele continua zelando por tua vida, não obstante você acha que tudo acabou. Se Deus renova a face da terra. Não tem também poder para renovar a tua vida? De te dar um recomeço?

Paulo deixou o que passou, mas prosseguiu para o que estava diante dele. Ele não desistiu, nem deixou de lutar… Por isto venceu. A um pastor, Jesus disse que sabia o que ele estava passando; mas que diante dele tinha aberto uma porta e ninguém iria fecha-la.

A pouca força que tinha aquele homem, nem assim, ele deixou de crer em Deus; guardando a Sua Palavra e não negou o Nome de Jesus. Deus conhece a pouca força que resta em você, contudo, com esta pouca força, Ele quer que você se esforce, creia na providencia dEle e não desista.

 

Pr José Edson Assembleia de Deus

Av. Pres. Kennedy 1502

Barra Mansa – RJ

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !