Mulher com suspeita de sarampo dá entrada na UPA de Barra Mansa

0

BARRA MANSA

Uma mulher de 45 anos deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na manhã deste domingo, com suspeita de sarampo. Por conta da situação, pessoas que estavam dentro da unidade no momento, tiveram que permanecer no local, que ficou fechado, ninguém entrava ou saia. Quem ainda não tinha se vacinado teve que tomar a vacina. A UPA foi higienizada. Exames serão feitos para diagnosticar se é mesmo a doença. Caso seja confirmado, será o primeiro caso em Barra Mansa.

Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura, foi feito exame de sangue e saliva na mulher, que não teve o nome divulgado, e o material colhido será encaminhado para o Rio de Janeiro. Dentro de cinco dias o resultado será informado. A mulher foi medicada e encaminhada para a Santa Casa.

Pessoas tentaram entrar na UPA por volta das 11h30min deste domingo, tiveram a entrada impedida enquanto o local não fosse totalmente higienizado. O secretário de Saúde, Sérgio Gomes esteve no local.

Até a publicação dessa nota, o A VOZ DA CIDADE não obteve a informação de qual a cidade é a mulher que deu entrada na UPA com suspeita de sarampo.

CASOS DE SARAMPO NO BRASIL

No levantamento divulgado até o dia 28 de agosto, no Brasil foram registrados 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes, sendo quatro delas de pacientes menores de um ano. Dos casos confirmados nesse período, 97%, ou seja 5.228 deles estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana Os outros 176 casos foram registrados em 18 estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Piauí, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Pará Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Goiás, Bahia, Sergipe e Distrito Federal.

IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO

Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Por isso, o governo federal em parceria com os estados e municípios estão unindo esforços para vacinar 39,9 milhões de brasileiros, 20% da população, que hoje estão suscetíveis ao vírus do sarampo, de acordo com o Ministério da Saúde. Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos concentrar a maior parte desses brasileiros (35%), são os menores de cinco anos o grupo mais suscetível para complicações do sarampo.

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo teve início no último dia 7 em todos os postos de saúde do país. Dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de cinco anos, cuja vacinação segue até o dia 25 de outubro, com o ‘Dia D’ da campanha sendo realizado no sábado, dia 19.

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !