Morre aos 67 anos, em Volta Redonda, o colunista do Diário do Vale Mário Sérgio

0

VOLTA REDONDA
Morreu de infarto, em Volta Redonda, no final da tarde desta segunda-feira, dia 6, aos 67 anos, o colunista social do Diário do Vale, Mário Sérgio Costa. De acordo com as informações, ele morreu em casa.
Formado em Odontologia na Faculdade de Campos dos Goytacazes, Mário Sérgio era grande referência como colunista não somente em Volta Redonda, mas em toda a região. Ele, que iniciou a carreira de colunista no Jornal Opção, começou seu trabalho no Diário do Vale logo que o jornal começou a circular.
Desde o momento em que foi informada a morte do colunista, jornalistas, amigos e companheiros de trabalho usaram suas redes sociais para lamentar a morte de Mário Sérgio. A jornalista Regiane Amaro foi uma das que falou da tristeza de perder uma migo. “Muito triste, trabalhamos juntos e mantemos uma grande parceria. Que Deus conforte a todos”, declarou. Lanuza Madruga também lamentou. “Muito triste essa notícia. Que Deus conforte o coração de todos os familiares e nós amigos. Ele sempre foi muito solícito, querido e admirado por todos”, disse.
Até o fechamento desta edição não havia informação sobre o local e horário do velório e sepultamento.
Outro que se manifestou sobre a perda do colunista foi o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio), Jerônimo dos Santos. Disse que Mário Sério sempre prestigiou em suas colunas, as informações do Sicomércio. “Um colunista renomado, reconhecido por suas coberturas dos eventos da região. O Sul Fluminense perde um grande profissional e colunista competente. Nossos profundos sentimentos à família e a todos os amigos do Diário do Vale”, declarou Jerônimo.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), Gilson de castro, também lamentou profundamente a morte do colunista, um dos pioneiros da região em coluna social, sendo uma das folhas mais lidas do Sul do Estado. “Um profissional sério, competente e querido por todos, e sempre muito atencioso com as notícias da CDL. Os nossos sinceros sentimentos à família e aos colegas do Diário do Vale. Nossa entidade está de luto por essa grande perda”, concluiu Gilson de Castro.