Moradores de bairro de Volta Redonda se queixam da falta d’água nas torneiras

0

VOLTA REDONDA

Frio, calor e chuva, tanto faz. A falta d’água nas torneiras das residências do Condomínio Recanto do Bosque 1 Amarelo, na Avenida Visconde do Rio Branco, no bairro Água Limpa, em Volta Redonda é constante. O fato tem tirado o sono dos moradores, que solicitam ajuda do Serviço Autônimo de Água e Esgoto (Saae-VR) para solucionar o problema.

Uma das moradoras, Ana Paula, explicou que com a falta d’água constante nas residências, crianças, gestantes, idosos e pessoas com deficiência estão sendo prejudicados. Disseram que é uma falta de respeito com a população e um grande descaso, pois a conta de água chega pontualmente todos os meses e sem desconto.

TODAS AS QUINTAS-FEIRAS FALTA ÁGUA

Os reclamantes informaram ainda que todas as quintas-feiras na parte da tarde a água das caixas acaba. “Acaba na quinta e retorna na segunda-feira, mas nessa só começou a cair na parte da tarde. É muito complicado você com criança e idoso em casa no calor e na chuva. É muito complicado”, reclamou a mulher, lembrando que são 120 famílias na mesma situação. “Ligamos sempre pedindo carro pipa e somos informados que não tem, mas no sábado filmei e fotografei três caminhões na mesma rua próximo a um mercado. Não dá para entender”, reclamou a moradora, lembrando que tem todos os protocolos de solicitação.

A direção do Saae-VR garantiu ao A VOZ DA CIDADE que nesta semana o órgão não recebeu mais reclamações do local. Lembrou ainda que a bomba que abastece os condomínios  está em funcionamento nos últimos 3 dias.

GRANDE TRABALHO

Vale lembrar que no último final de semana, a equipe teve grande trabalho. Uma árvore de grande porte caiu sobre a rede de abastecimento do órgão, que abastece diversos bairros de Barra do Pirai, e causou o rompimento da rede. Equipes da prefeitura fizeram a retirada da árvore e conseguiram recuperar o local com uma nova sustentação da rede que faz a travessia sobre o Córrego Ribeirão do Inferno, que fica na divisa com Barra do Piraí, próximo à cabine da Polícia Rodoviária Federal. O problema foi localizado nas primeiras horas da madrugada desta sexta-feira, 11.

O gerente de Controle e Distribuição de Água do Saae-VR, engenheiro Deivid de Almeida Carvalho, explicou que o trabalho foi concluído ainda na sexta-feira, mas a normalização do abastecimento demorou cerca de dois dias. Os que mais sofreram com o problema foram os moradores dos bairros Califórnia, Bairro de Fátima, Vale dos Ipês, Cerâmica União, Loteamento Guadalupe, São Francisco e entorno atendidos pelo Saae de Volta Redonda.

 

 

error: Conteúdo protegido !