Moradora de Volta Redonda lança campanha para tratamento da filha de dois anos

0

 VOLTA REDONDA

Justificando que nunca pensou em expor a filha, mas que é para o bem dela, a dona de casa Gisele Cristina Viana Silva, de 34 anos, residente no bairro Limoeiro, informou que na quarta-feira, 11, iniciou uma vaquinha online, que segue até o dia 15 de novembro deste ano. O objetivo, segundo ela, é arrecadar R$ 1.800 para a compra de uma Órtese Noturna para corrigir os joelhos da filha dela, a pequena Isis Viana Silva de Oliveira, de dois anos, que estão tortos (Joelho Geno Varo). O tratamento, segundo Gisele, é urgente.

Gisele contou ao A VOZ DA CIDADE que está desempregada e que não tem contato com o pai da menina. Por isso, não dispondo do valor em dinheiro para o tratamento da filha, decidiu pedir ajuda das pessoas lançando essa campanha online. Relatou a mãe que a órtese noturna vai  melhorar, em muito, a qualidade de vida da filha.

FAZ TRATAMENTO DESDE BEBÊ

Ainda de acordo com a desempregada, a pequena começou a andar logo que completou onze meses de vida. E desde então ela percebeu que as perninhas da menina eram tortas. “Por isso, ela faz tratamento desde bebê, pois havia a possibilidade de correção natural, mas ao completar dois anos no mês passado, foi percebida uma piora”, contou a desempregada, lembrando que Isis anda e corre, mas tem caído com muita frequência e o problema pode se agravar. “Portanto, o ortopedista recomendou para ela o uso de uma órtese noturna para tratar o joelho varo, condição onde os joelhos se mantêm afastados mesmo quando a pessoa consegue encostar um tornozelo no outro. Com o órtese, a chance de correção é de 90%”, completou a mulher.

PREOCUPAÇÃO

Ainda de acordo com Gisele, há uma grande preocupação, pois se o problema não for corrigido o mais rápido possível, Isis terá importante desgaste no fêmur, o que poderá necessitar de uma cirurgia ou de prótese.

“Se ela não usar a órtese o mais rápido possível por causa do desgaste no fêmur, mais tarde ela pode passar por uma cirurgia. E tendo que se submeter a anestesia geral, é sempre um risco. Por isso peço a ajudadas pessoas. Qualquer ajuda será bem vinda”, explicou Gisele.

Além disso, segundo a dona de casa, a menina sofre também de terror noturno. Por isso, necessita de medicação diária para dormir, o que é acaba aumento os gastos. Sendo assim, o lançamento da campanha foi mais que necessária. As pessoas que quiserem e puderem doar qualquer valor para a compra da órtese de Isis devem clicar no link

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ortese-para-isis ou fazer contato direto com a mãe da menina no celular (24) 998597581.