Morador de Angra dos Reis morre vítima de febre amarela

0

ANGRA DOS REIS

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou a morte de uma pessoa por febre amarela em Angra dos Reis. A vítima é um morador da Ilha Grande, de 38 anos. No Sul Fluminense, Valença continua com o maior número de casos confirmados da doença, são 14 com cinco mortes; seguido por Rio das Flores, com dois óbitos; Paraíba do Sul e Miguel Pereira, ambas com uma morte cada.

Pelo último boletim divulgado pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio, foram 42 casos de febre amarela silvestre registrados no estado, com 18 mortes – nove delas na região.

Cinco municípios tiveram confirmados casos da doença em macacos. Os animais foram achados mortos, são eles: Niterói, Valença, Angra dos Reis (Ilha Grande), Miguel Pereira e Barra Mansa. Outros dois primatas foram encontrados mortos em Volta Redonda. Os casos estão sendo investigados.

Vacinação na Ilha Grande
Com a confirmação da morte causada pela febre amarela em Angra dos Reis, a prefeitura determinou a intensificação da vacinação no município, principalmente na Ilha Grande, origem da vítima. A Secretaria de Saúde de Angra criou uma espécie de força-tarefa para percorrer as praias da Ilha Grande e chamar a atenção dos moradores e visitantes para a importância da vacinação.

Em parceria com a TurisAngra, os principais cais de atracação foram sinalizados com banner, enfatizando a importância da imunização contra a febre amarela, tanto para os moradores quanto para os visitantes, lembrando que é preciso 10 dias após ter tomado a vacina, para que ela tenha efeito.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !