Metalúrgicos aguardam reunião do Acordo Coletivo da CSN

0

VOLTA REDONDA

O Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense segue aguardando nova rodada de negociação sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020 dos metalúrgicos da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Na primeira reunião, representantes da empresa entraram em contato informando a data da primeira reunião que vai discutir a renovação da Campanha Salarial dos trabalhadores.

Segundo o presidente do Sindicato, Silvio Campos, a primeira reunião aconteceu, recentemente, e a exemplo do que acontece todos os anos, serviu para esclarecer possíveis dúvidas da empresa. Campos lembrou que sabe que a expectativa entre os trabalhadores é grande, assim como dos diretores do Sindicato também é.

NÃO VAI ABRIR MÃO

O presidente lembrou ainda que não vai abrir mão de nenhum dos direitos e vai brigar por cada um deles. Garantiu também que o efeito da Reforma Trabalhista é devastador, além de não gerar os milhões de empregos prometidos, fragilizou a vida dos trabalhadores, colocando em risco direitos historicamente conquistados. Silvio relatou ainda que se junta a isso, a política do atual governo que acabou com a valorização do trabalho humano e fragilizou também a luta na esfera jurídica. “O foco agora é a garantia dos direitos e enfrentar o patrão para não perder o que foi conquistado”, frisou Silvio Campos.

O sindicalista disse que é preciso estar atento e mobilizado para fortalecer o Sindicato no enfrentamento à direção da CSN. Ressaltou que chegou a hora de negociar, de colocarmos em mesa as reivindicações dos trabalhadores e confrontá-las com os interesses do patrão. A campanha salarial, segundo ele, é o momento mais importante de todo Sindicato. “Não duvidem, é a época mais tensa na direção”, finalizou.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !