Metalúrgico da CSN é flagrado tentando sair da UPV, em Volta Redonda, com mais de seis quilos de cobre

0

VOLTA REDONDA
Um metalúrgico da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), de 49 anos, foi preso em flagrante, na terça-feira, dia 23, tentando sair da Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda, com 6.450 kg de cobre. O material furtado pelo funcionário e apreendido por policiais militares, seria vendido a um ferro velho, localizado no bairro Ponte Alta.
Na tarde de terça-feira, policiais militares foram acionados para verificar furto de cobre cometido pelo metalúrgico no interior da UPV, na saída do bairro Vila Santa Cecília. No local, os agentes fizeram contato com dois seguranças patrimoniais. Eles teriam informado à equipe policial que o funcionário havia tentado sair da empresa com o material enrolado em uma camisa em cima do ombro.
TENTANDO FUGIR
Antes da chegada dos PMs à usina, durante o flagrante, o metalúrgico foi indagado sobre o material e teria tentado fugir, mas foi capturado pelos seguranças. Ao ser flagrado, o funcionário teria levado os seguranças até o carro dele onde foi encontrado o restante do material furtado.
Questionado sobre o que seria feito do cobre e o que motivou a sua ação, o metalúrgico teria informado que fez pelo dinheiro e que vendia até por R$500 ao mês. De acordo com a PM, o preso informou também o endereço e para quem vendia a mercadoria. Disse que ia até o ferro velho com uniforme da CSN, recebia a quantia de R$20 por cada quilo de cobre e que desta vez venderia novamente o material furtado.
Os PMs foram ao endereço fornecido pelo suspeito, fez contato com o homem que seria o comprador. Os dois foram levados para a 93ª Delegacia de Polícia (DP), acompanhado pelos dois seguranças patrimoniais, como testemunhas. O metalúrgico foi autuado por furto e permaneceu preso. Já o outro vai responder em liberdade por receptação.