‘Melhorando o Mundo’ realiza rifa para ajudar a comprar cadeira de rodas

0

VOLTA REDONDA

O grupo ‘Melhorando o Mundo’, uma aliança de Volta Redonda que hoje comporta cerca de 150 voluntários, está realizando uma rifa de uma cesta de chocolates (no valor de R$ 3) para ajudar a comprar uma cadeira de rodas em melhores condições para a moradora Elisete Alves da Silva, 52 anos. Ela reside no bairro Califórnia (Barra do Piraí) e precisa de uma cadeira motorizada, que custa cerca de R$ 9 mil.

“Andei até os 36 anos, mas sofri um grave acidente e fiquei tetraplégica. Hoje sou considerada paraplégica, pois consegui recuperar os movimentos dos braços. Mas ainda fico o dia todo na cadeira”, contou Elisete. “Estou precisando de uma cadeira motorizada para não ficar parada sempre no mesmo lugar, pois não consigo sair. Meu pai tem 90 anos e minha mãe 81, e são eles que me ajudam. Preciso muito dessa cadeira, pois terei mais qualidade de vida podendo fazer sozinha as minhas coisas”, disse a senhora, que conheceu o grupo durante as ações solidárias realizadas pelos mesmos nos bairros.

O A VOZ DA CIDADE conversou com a voluntária Isadora Meira Ribeiro, que explica que hoje as pessoas podem ajudar comprando a rifa, mas que futuramente o grupo estará disponibilizando outras campanhas de arrecadação, também para a Dona Elisete, e farão uma ‘Vakinha On Line’.

Isadora explica que o ‘Melhorando o Mundo’ surgiu após um grupo de pessoas sentir a vontade de se reunir e fazer o bem. “Resolvemos nos juntar para ajudar e para incentivar outras pessoas a ajudar”, disse. “Somos um grupo de ação social, não governamental, sem fins lucrativos, que visa o bem estar e amor ao próximo através de práticas simples, mas de grande importância na vida de várias pessoas”, contou.

Segunda Isadora, o M.M é formado por um grupo de amigos que não visam a promoção pessoal dos seus integrantes, pois tem como foco principal a divulgação dos trabalhos e não a exaltação dos seus realizadores. “O objetivo, portanto, deve ser valorizar atividade e seus beneficiários”, explicou, contando que várias atividades são realizadas, entre elas o Clube da Leitura (empréstimo de livros para crianças e adolescentes da Comunidade Califórnia, São Luiz da Barra e São Sebastião); e Geladeira Solidária de livros (ideia de domínio público e já utilizada por diversos grupos em todo o Brasil).

Ela finaliza aclarando que o Melhorando o Mundo não é um grupo religioso, mas realiza atividades com grupos religiosos ou não religiosos, desde que o objetivo seja o bem estar social. “Atualmente as ações que realizamos são a entrega semanal de sopa (feita com muito amor pelos voluntários do centro espírita A Caminho da Luz) para famílias assistidas dos bairros Califórnia, São Luiz da Barra e São Sebastião”, lembrou a voluntária, destacando ainda que: “Temos também a ação quinzenal com as pessoas em situação de rua dos bairros centrais de Volta Redonda, onde entregamos lanches, café e chocolate quente. As visitas mensais no Educandário de Dorândia (com auxilio do centro Espírita A Caminho da Luz), ocorrem sempre no segundo sábado do mês e lá realizamos atividades como pintura, artesanato, jogos educativos com as mulheres que sofrem de transtornos psiquiátricos”, finalizou.

Quem puder ajudar com doações para que a cadeira de rodas da Dona Elisete ou em outras ações do grupo, pode entrar em contato por meio dos números (24) 9 9266-3912 – Tiago Valim, ou (24) 9 8115-0285 – Isadora Meira.