Médicos e enfermeiros do Hospital São João Batista, em Volta Redonda, paralisam atividades por falta de salários  

0

VOLTA REDONDA

Médicos e enfermeiros do Hospital São João Batista (HSJB), em Volta Redonda, realizam na manhã desta quinta-feira, dia 19, uma paralisação das atividades. Os profissionais cobram salários atrasados. Informações obtidas pelo A VOZ DA CIDADE são de que os médicos estão atendendo apenas emergência.

Os profissionais garantem que nada mudou até o momento e que eles continuam sem receber seus salários. “As contas como luz, água, telefone, aluguel  já venceram e o nosso pagamento nada. Queremos o que é nosso. Trabalhamos e não recebemos”, cobrou uma enfermeira.

Vale lembrar que, em setembro, após denúncias que resultaram na prisão de supostos sócios  da O.S. Nova Esperança,  a Prefeitura de Volta Redonda rescindiu o contrato com a associação , que vai embora no próximo dia 30. Funcionários contratados pela instituição ainda não receberam os salários de outubro e temem ficar sem receber.

CARTA ABERTA

A equipe da enfermagem divulgou uma carta aberta à população:

“Nós, Técnicos de Enfermagem do Hospital São João Batista, viemos através dessa carta para a população de Volta Redonda, expressar nossa indignação, pois até o momento estamos sem salário, a única resposta que temos da OS é que não tem previsão para o pagamento. Alguns colegas continuam trabalhando por termos salário de outros vínculos, porém temos outros colegas que não tem e já estão sem dinheiro para o transporte, afetando assim o atendimento à população de Volta Redonda.

Apesar da situação que o hospital se encontra, como falta de material, medicamentos e estrutura, seguimos firmes e fortes atendendo da melhor forma possível. Porém estamos chegando a uma situação que está ficando fora do nosso alcance em continuar, precisamos do nosso salário, precisamos nos alimentar, pegar condução para trabalhar, precisamos pagar nossas contas e infelizmente já está ficando fora do controle.

Precisamos do apoio da população, para podermos continuar exercendo nosso trabalho, para não prejudicar nossos pacientes e o nosso Hospital. Precisamos de respeito. Até o momento, os únicos que receberam foram os concursados, sendo que todos fazemos o mesmo trabalho”.

NOTA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE VOLTA REDONDA

A Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda informa que, conforme contrato rescindido junto à Organização Social, não há débitos a serem repassados à associação. Desta forma, informa que está buscando meios judiciais para realizar os pagamentos de forma direta a enfermeiros e técnicos de enfermagem do Hospital São João Batista, preservando o erário público. Na data de hoje, às 13 horas, será efetuada reunião com o poder judiciário para auxiliar nesta questão.

Vale informar ainda que a cidade conta com quatro unidades de urgência que estão com seus atendimentos em pleno funcionamento: UPA Santo Agostinho, Hospital do Aterrado, Hospital do Retiro e Cais Conforto.

A SMS e a direção do hospital não foram informadas previamente sobre a uma possível paralisação do HSJB. Com isso, os atendimentos de urgência e emergência seguem sendo realizados na unidade.

A Secretaria de Saúde reafirma que não está em atraso com nenhum repasse para a Organização Social e que há recursos para tal, mas há divergências em um processo que está sendo finalizado.

É importante frisar aos funcionários e terceirizados que a Secretaria de Saúde, buscando realizar o pagamento de forma direta a estes colaboradores, está preservando os trabalhadores em um processo final de rescisão, evitando, por exemplo, que alguma empresa receba recursos e não pague seus funcionários.