Marcelo Trindade faz corpo a corpo em Resende e defende as privatizações no Estado do Rio

0

RESENDE

O advogado e professor universitário, Marcelo Trindade, candidato a Governador pelo Partido Novo, esteve no início da tarde desta terça-feira, dia 18, em Resende levando suas propostas a população durante um corpo a corpo no Calçadão da Avenida Albino de Almeida, principal Centro Comercial da cidade. Ao dele, também estavam os candidatos a Deputado Federal Paulo Ganime e Leonardo Sultani, e a Deputado Estadual Alexandre Freitas e Dr. Carlos. Durante a atividade no Calçadão, várias pessoas se dispuseram a parar e ouvir o candidato que também pode ouvir algumas reivindicações dos eleitores.

Ao falar sobre a atual crise econômica do estado, Marcelo Trindade acredita que a adesão ao Plano de Recuperação Fiscal junto ao Governo Federal é uma “extraordinária oportunidade para que o Estado seja redimensionado, e passe a atuar de maneira compatível com o interesse da população”. Desde que, salienta o candidato, o governante cumpra na íntegra o que foi acordado no Plano. “Se a gente não fizer isso, a gente não abre espaço para recuperar, em longo prazo, a capacidade de investimento dentro do estado”, avalia.

Favorável à privatização de órgãos estaduais como a Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio de Janeiro), Trindade entende que a vantagem do Plano em um momento de crise e sem recursos públicos para investir, está na possibilidade de atrair recursos privados para realizar os projetos de desenvolvimento. “Vamos fazer isso através de privatizações como a Cedae que está inclusive no Plano de Recuperação Fiscal e temos a convicção desta necessidade de privatizar a companhia para melhorar o saneamento do Rio. Também  faremos concessões de rodovias estaduais e a construção de outras por meio da iniciativa privada.”, afirmou.

Candidato conversou com vários eleitores no Calçadão de Resende nesta terça – Carlos Henrique Moreira.

Sobre o papel do interior na recuperação econômica do Estado, Marcelo Trindade declarou que é preciso respeitar as características de cada região. Ele destaca o Sul Fluminense como a que está em um estágio de desenvolvimento muito melhor se comparado às outras regiões do Estado. “Mas existe um grande potencial turístico no Estado como um todo que precisa ser explorado. Precisamos também melhorar a capacidade de instalação da indústria. Se combinarmos o plano de privatizações de rodovias estaduais que irá ajudar também o Sul Fluminense, principalmente com as conexões viárias sem a necessidade de passar pela região metropolitana, entendemos que vai abrir um grande espaço de logística para indústria e de turismo, fomentando a atividade econômica no interior”, declarou.

Após o corpo a corpo no Calçadão de Resende, Marcelo Teixeira participou de uma sabatina na da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

error: Conteúdo protegido !