Manifestação em porta delegacia pedindo fim de violência contra a mulher em Paraty termina com tiros

0

PARATY

No final da tarde de segunda-feira, dia 10, uma manifestação organizada por mulheres para pedir o fim da violência terminou em tiros. O ato acontecia na porta da 167ª Delegacia de Polícia (PD) e o disparo de fuzil teria sido dado por um agente da unidade.

Segundo apurado, no local havia crianças juntos às mães, que protestavam pedindo a criação de um Observatório de Feminicídio em Paraty. O ato teve início por volta das 14 horas na frente da Câmara Municipal, e depois seguiu para a distrital. Segundo as manifestantes, a confusão ocorreu quando algumas das participantes começaram a colar cartazes no vidro da delegacia, quando um escrivão do local teria saído e efetuado dois disparos de fuzil no chão.

Na manhã de hoje, o A VOZ DA CIDADE tentou contato co o delegado titular da unidade, Marcelo Hadad, mas até a publicação desta reportagem o mesmo não havia retornado para falar sobre o assunto.

Entretanto, a unidade divulgou uma nota explicando que instaurou um inquérito para apurar a conduta do policial. Explicou ainda que fará uma reunião nesta terça-feira, dia 11, para ouvir as reivindicações das representantes da manifestação.

Entre as pautas colocadas pelas mulheres durante o ato, além da criação de um Observatório de Feminicídio em Paraty, estão um melhor atendimento para os casos de violência contra a mulher e a punição de um homem suspeito de ter tentado estuprar recentemente duas mulheres na cidade (caso ocorrido no dia 3 de maio na Praia dos Antigos, na comunidade do Sono).

error: Conteúdo protegido !