Mais duas mortes por Covid-19 são registradas na cidade do Aço

0

VOLTA REDONDA

No início da noite de ontem, através de live nas redes sociais, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, anunciou que a cidade receberá mais dez leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) tratamento da Covid-19.

De acordo com o prefeito, as novas unidades serão instaladas no Hospital de Campanha, que está montado Estádio Raulino de Oliveira.

Com esses novos dez leitos, destinados aos pacientes com coronavírus, a cidade do Aço passará a contar com um total de 37 leitos de UTI Covid, sendo 18 no Hospital São João Batista e nove no Hospital do Retiro.

O prefeito disse também que o Hospital de Campanha receberá outros pacientes de enfermarias, internados em outras unidades da cidade. Samuca disse citou que, até ontem, dia 7, o movimento no Hospital de Campanha estava bem baixo e que apenas uma equipe médica estava de plantão.

Também ontem, o prefeito informou que a cidade recebeu mais de 10 mil comprimidos de Nitazoxanida, – substância que será utilizada para pacientes com casos leves e iniciais de Covid-19.

Segundo informou Samuca Silva, a ministração do medicamento evitará o agravamento da doença e, obviamente, reduzir a ocupação dos leitos de UTI na cidade do Aço. O prefeito lembrou que a iniciativa é uma pareceria da Prefeitura de Volta Redonda com Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que testou o medicamento em 300 pessoas, e apenas três evoluíram pra casos mais graves. A Nitazoxanida, até o momento, demonstra que diminui a carga viral da Covid-19 no organismo.

Ainda durante a live, o prefeito, também atualizou os dados da Covid-19 na cidade. Até o fechamento desta edição o município registrava 2.045 casos confirmados de Covid-19, dos quais 1.518 são considerados recuperados e, a confirmação de mais duas mortes que eleva o total óbito para 83.

error: Conteúdo protegido !