Mais dois índios da Aldeia Sapukai são internados no Centro de Referência Covid-19

0

ANGRA DOS REIS
Outros dois membros da comunidade indígena da Aldeia Sapukai foram internados com coronavírus no Centro de Referência Covid-19, na Santa Casa. A prefeitura informa que lá também está o cacique Domingos. O índio Idalino precisou ser internado na noite de quinta, apresentando sintomas relacionados à doença – mesmo com o teste efetuado oferecendo o resultado negativo. Hoje, o vice-cacique Aldo Fernandes também necessitou de internação. Ele, que já era monitorado por conta de apresentar comorbidades e também conviver com outros índios que tiveram contato com o coronavírus, também testou negativo para a doença, mas hoje, ao apresentar febre, prostração e dor toráxica numa visita da equipe médica, foi removido imediatamente para o Centro de Referência Covid-19.
MAIS MORTE
A prefeitura anunciou hoje mais uma morte pela doença na cidade. Agora são 79. O último óbito, de um homem de 73 anos, com comorbidades, ocorreu na quinta-feira, no Hospital da Unimed – Unidade Litoral. Há ainda 11 mortes sendo investigadas no município. A cidade tem 12.195 casos notificados. No momento, há 2.256 casos confirmados de coronavírus, destes, 1.526 já estão recuperados.
PESQUISA NA PRÓXIMA SEMANA
O município de Angra dos Reis foi um dos selecionados para participar do Estudo de Prevalência Covid-19, realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde. Ao todo, 600 pessoas serão testadas a fim de retratar o perfil dos infectados na cidade: sexo, idade, presença de comorbidade e outras especificidades, além de apontar o quantitativo de indivíduos que já desenvolveu anticorpos. A coleta acontecerá durante seis semanas, a cada 15 dias. A ação começará nesta segunda-feira, 29, no primeiro distrito. A testagem será disponibilizada no ônibus da saúde, que ficará estacionado no Cais de Santa Luzia, a partir das 9 horas. A equipe ficará no local até completar o número de 20 pessoas testadas ou até às 16 horas. A cada semana, 100 pessoas serão testadas, ou seja, 20 por dia.