Mais de cem alunos beneficiados com inauguração de escola

0

BARRA DO PIRAI

Foi inaugurada nessa semana a Escola Municipal Professora Anna Casalli de Oliveira, no bairro Ponte Vermelha. A Escola Municipal Professora Anna Casalli está entre as primeiras 15 unidades a serem reformadas pela atual gestão. Toda a sua estrutura foi feita com recursos próprios da prefeitura, e com uma equipe de construção da própria Secretaria de Obras.

A unidade ficou fechada durante cinco anos e, ao longo desse período, cerca de 90 alunos tiveram que ser transferidos para a Escola Municipalizada Isa Fernandes, no Chalet. Com a inauguração do novo local, chegou ao fim o desgaste de pais e alunos, que sofriam com o deslocamento e a distância.

De acordo com a diretora geral, Inês das Dores Souza Machado, a escola recebeu seus 110 alunos com maior comodidade já que agora o prédio passa a ter mais três salas de aula, além da sala de informática, cozinha e refeitório maiores, e área recreativa coberta. “Posso dizer que estamos com uma nova escola. Isso incentiva o aluno a vir estudar. Ele quer ser bem acomodado, quer segurança e, vendo um local bonito e arrumado, se sente incentivado”, destaca.

Quem também era só sorrisos na inauguração do prédio foi a titular da pasta da Educação, Glorinha Guimarães. Emocionada, a ex-diretora e aposentada da rede municipal, destacou a importância do momento. “São muitos os benefícios da escola para a comunidade. O local tinha apenas duas salas, que funcionavam apenas com quatro turmas. Em breve, vai ter até ar-condicionado. As nossas crianças, hoje, estão voltando para casa. Aqui, sim, é o melhor lugar para elas”, discursou.

O prefeito Mario Esteves agradeceu a todos que ajudaram a construir o novo prédio de estudos para a população da Ponte Vermelha e bairros vizinhos. O chefe do Executivo enfatizou que “só há uma forma de mudar o país, e é com a educação”. Ainda em sua fala, o gestor pediu aos alunos que cuidem da escola. “Essa já é a quinta escola que entregamos, reformada, dando conforto e dignidade aos profissionais da Educação e aos alunos”, aponta.

A dona de casa Márcia Aguiar Rodegueri relata que o período sem a escola foi bastante cansativo, em virtude da locomoção de moradores e alunos, que, como já dito, saíam do bairro da Roseira e iam para a Ponte do Andrade ou Ponte Vermelha, para poderem embarcar as crianças no ônibus que fazia o transporte para o Chalet. “Foi trabalhoso, mas foi gratificante saber que o governo cumpriu com a promessa e, rapidamente, a escola foi reformada, depois de ficar fechada tanto tempo. Ficou tudo de primeira qualidade; as crianças vão adorar estudar aqui”, elogia.

 

 

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !