Mais de 100 moradores e turistas de Penedo passam mal e falta de tratamento de água é uma suspeita

0

ITATIAIA

Moradores e turistas de Penedo se manifestaram essa semana nas redes sociais e entraram em contato com o jornal AVOZ DA CIDADE, para falar sobre a falta de tratamento adequado da água que é fornecida para a população de Penedo, bairro de Itatiaia. Segundos fontes, apenas nesse mês, 105 pessoas procuraram o posto de saúde local com sintomas de vômito e diarreia, o que pode ter ligação com a falta de tratamento de água com cloradores. Os pacientes relataram ter consumido a água ao procurarem a unidade.

A moradora Ana Lúcia da Silva, contou que está passando mal há uma semana. Segundo ela, além da falta de tratamento a cidade carece de infraestrutura básica. “A água de Penedo não tem tratamento adequado e nem infraestrutura básica, por isso, muita gente está passando mal, a população toda com diarreia, vômito, dor de estômago e outras comorbidades. Usamos a água para tudo, mesmo que você não beba, lavamos os alimentos, por exemplo”, relatou.

A psicóloga e também moradora do bairro, Maria Aparecida Salles contou que ela e a mãe de quase 90 anos estão passando mal e têm receios de procurar um posto de saúde devido a pandemia do novo coronavírus. “Estou passando mal há dias e minha mãe de quase 90 anos também. Alguma coisa precisa ser feita, isso não pode continuar dessa maneira. Estamos medicadas, mas se precisar ir ao posto não sei o que faremos porque estamos no meio de uma pandemia”, lamentou Maria, contando que desde que começou a passar mal tem comprado água e a usa até mesmo para cozinhar os alimentos.

ANÁLISE DA ÁGUA

O A VOZ DA CIDADE teve acesso a um resultado de exame feito em um laboratório a pedido de um morador sobre a análise de água que é fornecida para a população. A investigação foi feita há menos de um ano e apontou presença de Coliformes – grupos de bactérias indicadoras de contaminação – e Escherichia Coli , que causa infecção no trato digestivo, trato urinário ou muitas outras partes do corpo desenvolvendo infecções intestinais.

A área de captação da água de Penedo encontra-se abaixo da área de recreação, localizada acima das Três Cachoeiras, e na parte debaixo da Cachoeira de Deus e do Poço das Esmeraldas. O local é um dos principais pontos turísticos da região e mesmo com a pandemia do novo coronavírus, recebe um grande número de pessoas, o que dificulta e sobrecarrega os únicos dois cloradores de tratamento. O ideal para a área seriam sete.

De acordo com informações recebidas pelo jornal, para um tratamento adequado, deveria ser realizado um estudo do local, subir a área de captação, para que as pessoas não tenham acesso e assim evitar a contaminação. Fontes ainda citam que é extremamente necessário aumentar o número de cloradores.

FALTA DE TRATAMENTO

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o saneamento é a promoção da saúde do homem, visto que muitas doenças podem proliferar devido a ausências desse serviço.

Segundo o gestor ambiental Luiz Felipe César, a falta de tratamento adequado da água pode ocasionar diversos tipos de doenças, “O tratamento mínimo que deve se fazer para garantir a potabilidade da água é a filtragem e a desinfecção. A filtragem remove pequenas impurezas, partículas e outros resíduos e a desinfecção, remove as bactérias que podem causar algum tipo de doença”, pontuou Luiz.

Segundo o gestor ambiental, no caso de captações de água que ficam em algumas cachoeiras da região de Penedo, é necessário um estudo redobrado. “O uso recreativo e muitas pessoas tomando banho na água implica normalmente em algum tipo de contaminação pela própria baixa infraestrutura que o local possui, podendo haver resíduos orgânicos de quem utiliza a água. Se não houver uma filtração e desinfecção da água, pode haver, efetivamente, a presença de agentes patogênicos, tendo-se o potencial de gerar desconfortos e doenças de vinculação hídrica”, disse.

De acordo com ele, o Poder Público precisa garantir a filtragem, desinfecção e buscar uma fiscalização e manutenção nessa área de uso recreativo, dando alguma infraestrutura para que o uso das pessoas não seja mais um agravante da qualidade da água, sendo fundamental, um sistema de captação adequado.

SEM RESPOSTAS

Os moradores informaram que há anos lutam por uma resposta e posição adequada dos responsáveis da Prefeitura de Itatiaia, sobre o tratamento da água e, de acordo com eles, não recebem retorno nem melhorias e quem sofre com isso infelizmente é a população.

O jornal A VOZ DA CIDADE, entrou em contato com a prefeitura e nenhuma resposta foi enviada até o fechamento desta edição.

error: Conteúdo protegido !