Mães reclamam de fechamento de escola e temem a segurança dos filhos

0

BARRA MANSA

O A VOZ DA CIDADE foi procurado por algumas mães de Barra Mansa nas últimas semanas, que se mostraram angustiadas e preocupadas com o estado de insegurança ao deixar seus filhos na escola. Segundo elas, há quase três anos as crianças, que estudavam na Escola Santo Antônio, no bairro Colônia Santo Antônio, foram transferidas para o Ciep 486 Professor Luiz Vallejo, no mesmo bairro, com a justificativa de que a mesma passaria por uma reforma, com entrega prevista neste mês de setembro. Contudo, “a escola está fechada e ninguém apareceu no local para dar início a obra. Só demoliram”, afirmam as mulheres. Procurada, a prefeitura, por meio de sua assessoria, informou que está sendo avaliada a construção de um novo local para os estudantes.

A Secretaria de Educação disse ao A VOZ DA CIDADE que, para cumprir a demanda, cerca de 380 alunos foram transferidos para o Ciep. “Os estudantes, com idade entre seis e 15 anos, do Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Anos Finais), estão recebendo toda a assistência necessária, como transporte escolar gratuito, além de suprir as necessidades pedagógicas”, afirmaram.

Entretanto, as mães estão com medo da ‘junção’ das crianças mais novas com os mais velhos. Uma delas, de 25 anos, que prefere não se identificar com medo de represália, explica que tem um filho de cinco anos e já pensou em mudá-lo de escola, mas não consegue por conta do seu endereço. “Matriculei o meu filho na Escola Santo Antônio, onde ele estava se adaptando muito bem. Mas, um dia nos chamaram e comunicaram a transferência, alegando ser provisória e que a nossa escola passaria por uma reforma”, disse a jovem.

No entanto, ela ressalta que nada foi feito. “Trancaram as portas da instituição, quebraram os cômodos, as paredes, e só. Tá puro mato. Tudo parado. Nos prometeram entregar a nossa escola agora em setembro, mas nada foi feito e ninguém é capaz de nos dar uma satisfação”, relatou.

A Secretaria ressalta  que o prédio onde funcionava a Escola Estadual Municipalizada Santo Antônio era de propriedade estadual e foi demolido em 2015, sem autorização do Governo do Estado.

Local onde era a Escola Santo Antônio, no bairro Colônia Santo Antônio Foto: Luana Januário

A mulher, que só tem a criança de cinco anos, conta que ele vai de ônibus cedido pela prefeitura, todos os dias, mas que sua preocupação começa logo que ela sai da porta de casa. “Para ter ideia, eu sigo de bicicleta o ônibus. Tenho medo que algo aconteça com ele até no caminho, pois é muito novo”, disse.

Ela explica ainda que o comportamento da criança mudou desde que começou a estudar no Ciep. Que está agressivo e que algumas vezes, mostra medo ao ter que ir para o colégio. “Pergunto se está acontecendo algo, mas ele não conta. Certa vez, ele chegou aqui com a blusa suja de sangue e com o dente quebrado. Disseram que foi durante uma brincadeira, um incidente”, relatou a moradora. “Além disso, a porta fica aberta, os muros estão quebrados e dão acesso ao bairro Santa Maria 2”, completou.

Segundo outra mãe, Verônica de Brito, de 37 anos, ela tem dois filhos gêmeos, de seis anos, estudando no Ciep, e espera desde o ano passado pela escola nova. “Já encontraram drogas e até mesmo um simulacro de pistola nesse lugar. Graças a Deus nunca aconteceu nada de ruim com os meus filhos, mas nós, como mães, temos muito medo”, explanou.  Ela ainda completou dizendo que o local não oferece nenhuma segurança para os pequenos.

Terreno do antigo Clube dos Sargentos Foto: Luana Januário

A Secretaria de Educação de Barra Mansa informou que está em análise à construção de uma nova unidade escolar no bairro, no terreno do antigo Clube dos Sargentos. O terreno pertence ao município e fica a dois quilômetros de distância de onde estava situada a escola.

 

Simulacro de pistola foi apreendido pela equipe da Ronda Escolar Foto: Divulgação

EQUIPE DA RONDA ESCOLAR APREENDE SIMULACRO DE ARMA DE FOGO EM ESCOLA NA COLÔNIA

Uma equipe da Ronda Escolar (composta pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar), apreendeu na quarta-feira, dia 19, um simulacro de pistola com um menor, em uma escola no bairro Colônia Santo Antônio. A instituição é a mesma relatada pelas mães acima.

Segundo informações da 90ª Delegacia de Polícia, os agentes receberam denúncias de que um estudante estaria intimidando outros alunos, dizendo que estava armado. Por volta das 11h30min, a equipe esteve na escola, localizando o rapaz. Em seguida, foi encontrado o simulacro da pistola.

Os pais dos alunos foram procurados e encaminhados com o jovem para a delegacia, onde o registro do caso foi feito e o mesmo será encaminhado à Justiça, para as medidas cabíveis.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !