Lojistas estão com boa expectativa de vendas para o Dia dos Namorados 

0

BARRA MANSA

Mesmo com o cenário desafiador, o Dia dos Namorados deste ano é aguardado pelos comerciantes e lojistas, que costumam registrar um aumento significativo de vendas em datas especiais.

Segundo dados nacionais, a data que é comemorada no próximo sábado, vem conquistando o segundo lugar em vendas, deixando o dia das mães em terceiro lugar.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Leonardo Dos Santos, as expectativas em relação às vendas são as melhores possíveis.  “Não podemos comparar com as vendas do ano passado por conta da pandemia de Covid-19, nesta época o comércio vivia tempos sombrios com o fechamento das lojas físicas e muitos precisaram se reinventar com as vendas online. E isso agora vem refletir nas vendas, vivemos a expectativa de que a data seja melhor em vendas se comparado ao dia das mães, pois a data remete a troca de presentes”, destaca Leonardo.

Segundo o presidente os itens mais procurados são vestuário, calçados, flores e chocolates. No sábado, o comércio está autorizado a funcionar das 9 até as 20 horas.  “Com a extensão deste horário, as pessoas podem escolher com mais calma o presente de quem se ama”.

O empresário Paulo Sérgio Françoso de Avila confirma as boas expectativas. “Estamos trocando de estação, e com boas expectativas, é a segunda melhor data do calendário de vendas. Nesta semana estamos intensificando as vendas, e esperando que elas alcancem o ápice no sábado”, analisa.

Segundo Paulo, a expectativa mínima é que as vendas aumentem em torno dos 5%, em comparação com 2019. “Com o ano passado não temos parâmetros para comparar, já em 2019, tivemos o ‘Domingo de Compras’, o que ajudou a alavancar as vendas. Por enquanto, estamos ‘empatados’ com as vendas de 2019, mas até sábado a previsão é de que ultrapassemos a marca de vendas. A mudança de horário vem para colaborar ainda mais com aqueles que não tem tempo durante a semana, e podem vir no sábado, já que vamos funcionar até as 20 horas”, destaca.

Para a comerciante Gislaine Almeida, a data também é bastante esperada. “Ano passado foi de desafios, a loja recém aberta, já sofreu com o impacto dos primeiros meses da pandemia. Neste ano, estamos com reposição de estoques, já que as vendas presenciais e online superaram as de 2020. Sexta e sábado temos a previsão de movimento intenso”, cita.

Dia dos Namorados deve movimentar cerca de R$ 1,450 bilhão

A pandemia ainda afeta a retomada econômica, mas o avanço da vacinação começa a refletir na pré-disposição de consumo dos fluminenses. O Dia dos Namorados, promete ser mais positiva para o comércio no estado do Rio de Janeiro. Levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) revela que haverá aumento no gasto médio com presentes, saltando de R$ 157,31 (2020), para R$ 173,25 (2021), porém, ainda inferior ao ano de 2019, com R$ 181,15. Entretanto, o percentual de consumidores que devem presentear na data subiu 18,5 pontos percentuais em comparação 2020, indo de 41,5%, para 60% em 2021. A porcentagem da população que pretende dar presentes esse ano é apenas 3,8 pontos menor que 2019, antes da pandemia.

A pesquisa sinaliza outra boa notícia: o volume de compras no comércio deve injetar aproximadamente R$ 1,450 bilhão na economia do estado. O valor retorna ao patamar obtido em 2019 (R$ 1,472 bilhão), período pré-pandemia. Em 2020, a estimativa foi de R$ 832 milhões, quando o país e o estado do Rio enfrentavam a primeira onda da Covid-19 e ainda não havia vacina.

Entre as lembranças preferidas estão: roupas (43,4%), perfumes e cosméticos (25,2%), calçados, bolsas e acessórios (20,1%), flores (14,5%), joias e bijuterias (11,3%), smartphones (7,5%), livros e ebooks (7,5%) e computadores (0,6%).

O estudo do IFec RJ também apontou que 49,4% das pessoas farão compras em lojas físicas, enquanto cerca de 22,2% dos consumidores realizarão suas compras pelo meio virtual; 28,5% pretendem comprar nas duas modalidades. A sondagem ocorreu entre os dias 21 e 25 de maio e contou com participação de 408 consumidores do estado do Rio.

 

 

 

error: Conteúdo protegido !