Localização das vagas para pessoas com deficiência na Rua 33, na Vila, é avaliada

0

VOLTA REDONDA

Equipe da Prefeitura de Volta Redonda esteve na Rua 33, na Vila Santa Cecília, na tarde desta quinta-feira, dia 06, para avaliar a localização das vagas de automóvel destinadas às pessoas com deficiência. Representantes das secretarias municipais de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) e Políticas para Mulher, Idosos e Direitos Humanos (SMIDH) caminharam no local, acompanhados de dois cadeirantes, que também atuam no governo, e da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPED), Márcia Candeias.

O grupo percorreu a extensão da via e observou a necessidade de algumas adaptações. O coordenador municipal de Prevenção às Drogas, Ricardo Vinícius da Cunha, afirmou que algumas vagas são eficientes para o cadeirante que dirige e outras para os que vão de carona. “Uma das sugestões seria o rebaixamento dos canteiros, para atender a todos”, disse, ressaltando que as calçadas da Rua 33 já são acessíveis.

Thiago Lopes da Silva, que atua no Transporte Cidadão da STMU e é membro da Copenea (Cooperadores com Necessidades Especiais e Amigos de Volta Redonda) concorda com Ricardo e alerta que alguns trechos do canteiro central da Rua 33 já são rebaixados. “Talvez fosse possível transferir algumas dessas vagas para esses locais, com a inclusão de novas faixas de pedestres”, sugeriu.

A presidente do COMPED, Márcia Candeias, elogiou a iniciativa da prefeitura em convidá-los para avaliar a localização das vagas para pessoa com deficiência. “A medida tem como objetivo evitar que, com a mudança, o direito da pessoa com deficiência seja violado. É importante que o gestor público tenha essa sensibilidade”, disse.

O diretor de Transporte e Mobilidade Urbana da STMU, Igor Azevedo, lembrou que a região da Rua 33, incluindo a própria via e ruas transversais, têm nove vagas exclusivas para pessoas com deficiência. “Esse número é mais que o dobro do exigido por lei neste trecho, que fica em torno de três a quatro vagas”, citou.

O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, Maurício Batista, afirmou que todas as sugestões dadas pelo Ricardo e pelo Thiago, que vivem o dia a dia da pessoa com deficiência, serão analisadas pela equipe da secretaria. “O objetivo é atender a população e garantir a mobilidade urbana para todos”, disse.

O prefeito do município, Samuca Silva, lembra que a mudança no tráfego da Rua 33, faz parte de uma série de adaptações no trânsito de Volta Redonda, sempre visando a mobilidade urbana. “E toda mudança requer um período de adaptação e ajuste. A questão das vagas para pessoas com deficiência será avaliada e com a ajuda de colaboradores vamos conseguir atender esse público a contento”, falou o prefeito.

RUA 33

A nova sinalização horizontal, transferindo as vagas de estacionamento para o lado dos canteiros centrais da Rua 33, na Vila Santa Cecília, foi implantada na última terça-feira, dia 04. A medida, que quase dobra o número de vagas na via – de 90 para 170 – é mais uma solução para melhorar a mobilidade urbana do município.

Além de ampliar o número de vagas de estacionamento, a mudança melhora o fluxo de veículos, já que ficam impossibilitados os “balões” de uma mão para a outra na Rua 33. Os motoristas podem apenas atravessar a via para acessar as ruas transversais.

 

O grupo percorreu a extensão da via e observou a necessidade de algumas adaptações

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !