Livro Justa Causa alerta sobre abandono de idosos

0

VOLTA REDONDA

Justa Causa é o novo livro da jornalista e escritora Giovana Damaceno, que chega ao mercado. A obra, a terceira da autora, será lançada às 18h30 do dia 19 de maio, na Biblioteca Pública Municipal Raul de Leoni, no Centro de Volta Redonda, no Sul Fluminense.

Publicado pela Editora Penalux, que editou também os dois livros anteriores da autora (Do lado Esquerdo do Peito e Alguém pra Segurar a Minha Mão), Justa Causa mantém a linha dos temas áridos e polêmicos já levantados pela jornalista, e vividos, na realidade, por muitas famílias no cotidiano.

O novo título é composto por 18 contos, todos criados a partir de histórias verdadeiras, que revelam o quanto muitos idosos podem ser cruéis e criminosos entre quatro paredes. Uma dura realidade, que justifica, não raramente, o distanciamento de filhos e netos e a internação em asilos.

“Como bem dizia Rui Barbosa, “canalhas também envelhecem”. E é simples entender isso. Não encaixava na minha cabeça ter “peninha” de todo velho internado em asilo. E depois que ficou cada vez mais claro que a maioria dos casos de estupro de crianças e adolescentes ocorre em casa, cometidos por pessoas da família ou conhecidas, pensei: quantos idosos não morreram em asilos por ‘justa causa?’”, ressalta Giovana.

A partir disso, a autora passou a colecionar histórias que já conhecia, ou que ouvia na própria família, de amigos próximos, e de notícias sobre o assunto. Posteriormente, Giovana fez uma seleção de casos e agregou toques de ficção a eles.

O resultado é um livro surpreendente de contos, que tratam de violência doméstica em diversos níveis e tipos de crimes, entre eles estupro de menores, narcisismo materno, feminicídio, pedofilia e abusos psicológicos.

Muitos episódios são narrados em primeira pessoa, com a linguagem correspondente àquele que fala, seja uma filha despejando xingamentos ao se referir ao pai ou o desabafo de um magistrado que precisa julgar um casal de filhos que abandonou a mãe. “Alguns contos trazem apenas uma única história; em outros, reúno duas ou três histórias numa só. É um compilado de atrocidades que convida o leitor a refletir seriamente: será que aquele velhinho fofinho de cabeça branquinha é mesmo um amorzinho?”, questiona a autora, ao propor a polêmica, mas necessária, reflexão.

Com prefácio da escritora Henriette Effenberger e orelha da poeta Dalila Telles Veras, Justa Causa já pode ser adquirido no site da Editora Penalux. Após o lançamento, quem preferir pode também solicitar seu exemplar diretamente com a autora.

O preocupante quadro da violência doméstica

Entre 2017 e 2020 foram registrados 179.277 casos de estupros ou estupros de vulneráveis, com vítimas de até 19 anos – média de quase 45 mil ocorrências por ano. Crianças de até 10 anos representam 62 mil vítimas nesse contexto e período – um terço do total.

Meninas compõem a maioria – quase 80% – e um número muito alto de casos envolvem vítimas do sexo feminino entre 10 e 14 anos de idade, sendo 13 anos a idade mais frequente nos registros. No caso dos meninos, o crime se concentra na infância, especialmente entre 3 e 9 anos de idade.

A maioria dos casos de violência sexual contra crianças acontece na residência da vítima e, quando há informações sobre a autoria dos crimes, 86% deles eram conhecidos (pais, padrastos, tios, avôs, padrinhos, primos, irmãos, amigos).

Em 2021, 1.319 feminicídios ocorreram no país. Uma mulher foi vítima desse tipo de crime a cada 7 horas.

Serviço

Justa Causa

148 páginas

Editora Penalux – www.editorapenalux.com.br

Lançamento em Volta Redonda:

Dia 19/05/2022

Horário: 18 horas

Local: Biblioteca Pública Municipal (Vila Santa Cecília)

Lançamento on line:

Dia: 24/05/2022

Horário:

Link:

Contatos com a autora:

Facebook: /giovanadamaceno

Instagram: giovana.damaceno