Live de grupo de pagode é interrompida por operação da Polícia Civil em Angra dos Reis

0

ANGRA DOS REIS

Uma transmissão ao vivo do grupo de pagode “Aglomerou” foi interrompida na tarde deste domingo, dia 26, por uma operação da Polícia Civil. O grupo cantava a música “Compasso” da banda Revelação quando ouviram barulho de tiros e policiais entraram no gramado de uma mansão, localizada no bairro Ribeira, onde estava acontecendo a live que era transmitida pelas redes sociais. Apesar do susto, nenhuma pessoa ficou ferida durante a operação.

No vídeo, que esta circulando nas redes sociais, dá para ver quando a apresentação é interrompida pelo grupo. Em seguida, policiais entram na área onde acontecia o show. Até um helicóptero sobrevoa o local.

Um policial passa correndo no meio do grupo, com um fuzil nas mãos. Logo ao fundo do vídeo, dá para ver pessoas da produção correndo e mais policiais circulando pela área, próximo de uma piscina. Um helicóptero da corporação passa ao fundo. Em seguida, dá para ouvir os policiais mandando todos se abaixarem. Enquanto outro agente da Civil passa correndo com um fuzil e alguns integrantes se abaixam.

O grupo informou os fãs por meio de uma publicação nas redes sociais, que já estava tudo “tranquilo”. “Galera, estamos bem. Tá tudo bem. Tá acontecendo uma operação policial em uma casa bem próxima aqui do espaço. Então, ocorreu esse fato, mas tá todo mundo bem. Não tem nenhum vínculo com o espaço. Não tem problema nenhum com quem tava aqui dentro da live. É isso aí. Tá tudo certo. A gente vai remarcar a live porque a gente tá meio sem clima pra fazer. A gente agradece todos os patrocinadores, parceiros e toda a galera que estava junto com a gente”, explicou João Victor.

Agente da Civil passa correndo e integrante do grupo sai abaixado durante a live durante a operação policial.Reprodução Redes Sociais

POLÍCIA CIVIL EXPLICAA OPERAÇÃO

Em nota oficial, a Polícia Civil explicou o acontecido em Angra dos Reis.

“Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizaram uma ação no município de Angra dos Reis, na tarde deste domingo (26/07), referente a uma investigação da especializada. Os policiais checavam informação de uma casa onde estaria sendo realizada uma festa desde ontem com criminosos foragidos da Justiça.

Com a aproximação dos agentes, alguns criminosos correram em direção a um mangue e efetuaram disparos em direção aos policiais, que ainda tentaram localizá-los, sem sucesso.

Alguns integrantes do evento possuíam anotações criminais por tráfico de drogas, roubos, associação criminosa, entre outros crimes, mas sem mandados de prisão pendentes.

Todas as pessoas que estavam na festa foram autuadas por descumprimento de medida sanitária preventiva, com base no artigo 268 do CP. No local os agentes encontraram frascos de lança prefume e indícios de consumo de drogas. Algumas pessoas que estavam na festa também possuíam anotações criminais por diversos crimes.

Na casa ao lado, onde estava sendo realizada a diligência, ocorria uma live de um grupo musical, que foi interrompida para evitar danos colaterais durante a incursão.” (FONTE: Site Extra)