Licitação para obras para Avenida Presidente Kennedy é realizada

0

BARRA MANSA

O prefeito Rodrigo Drable anunciou na manhã desta sexta-feira, dia 19, a realização da licitação para as obras da Avenida Presidente Kennedy. Segundo divulgado, a negociação foi fechada com a empresa Almeida Filho Terraplanagens LTDA, com o valor de R$5.853.267,07. A rua, além de ser asfaltada, contará com renovação na sinalização, drenagem de águas pluviais, calçadas e iluminação. O processo de licitação foi acompanhado pelo deputado estadual Marcelo Cabeleireiro, o presidente da Câmara, Paulo Chuchu e o vereador Gilson Poxa Vida, que é morador da localidade.

Do valor total da obra, R$ 1,3 milhão são provenientes de verba municipal e o restante, de convênio com o Governo Federal, através de emendas parlamentares dos deputados federais Rodrigo Maia e Alexandre Serfiotis. O A VOZ DA CIDADE esteve no local e observou que, além do asfalto que está danificado em toda a extensão da avenida, muitos quebra-molas não têm sinalizações, em algumas partes as calçadas estão esburacadas, em outros os pedestres não conseguem passar, pois os veículos estacionam em cima delas. Alguns pontos da avenida também se encontram com a iluminação precária.

Segundo Rodrigo, a Presidente Kennedy é uma das vias mais importantes do município. Ele salientou ainda que a licitação foi realizada de forma transparente. “Todos os procedimentos estão sendo realizados com responsabilidade e compromisso, de portas abertas, com lisura e, em função disso, conseguimos avançar apesar de toda a crise”, comemorou.

A pavimentação beneficiará toda a população. Somente no entorno da via vivem mais de 20 mil pessoas. Principal acesso de ligação entre Barra Mansa e Volta Redonda, cerca de 10 mil veículos por dia trafegam pela estrada, além de aproximadamente 20 mil usuários de ônibus.

Moradores Opinam

Segundo a moradora do distrito de Floriano, Maria Luiza Torres, de 58 anos, que trabalha em uma madeireira na Presidente Kennedy, para os pedestres a avenida é péssima. “Quando chove é ainda pior. Não podemos nem ficar no ponto de ônibus, porque formam poças de água enormes que quando os veículos passam, molham todo mundo”, relatou, completando que as calçadas são ainda pior. “Elas ficam cheias de barro e é péssimo para nós passarmos. Se realmente fizerem o que estão prometendo, irá melhorar demais a condição do local, que é tão movimentado”, afirmou.

Outra pessoa que comentou sobre a necessidade das obras, foi o frentista Durval Bastos, de 58 anos. Ele trabalha em um posto de gasolina que fica ao lado de um quebra mola não sinalizado. “Essa obra é mais que urgente. Além do asfalto está todo danificado, não há sinalizações nas lombadas. Vários condutores passam direto, o que acaba danificando os veículos”, ratificou, contando que vários veículos param no posto porque quebraram as rodas nos buracos. “Quando chove as poças camuflam os buracos. Tem dia que para cerca de cinco danificados aqui”, finalizou.

error: Conteúdo protegido !