Levantamento aponta prejuízo de R$ 150 mil com vandalismos e furtos em fontes de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

Um prejuízo de R$ 150 mil aos cofres públicos. Esse valor é relativo a vandalismos e furtos praticados em fontes de praças da cidade. As informações são da Secretaria de Infraestrutura, responsável pela manutenção e funcionamento das fontes. Os prejuízos são de bicos de pressão de água feitos de metal, bombas e casas de máquinas.

A secretaria está criando peças para reposição das biqueiras de metal, substituindo por outras de canos de PVC, o que reduz os custos. Segundo o secretário, Toninho Oreste, estão buscando formas de recompor o material danificado de forma rápida e mais barata, visando minimizar os prejuízos. “A prefeitura vem priorizando as reformas das fontes dos centros comerciais, onde há maior facilidade de fiscalização pela Guarda Municipal de Volta Redonda. Acreditamos que antes da chegada do verão, no final de dezembro, pretendemos fazer a reposição em PVC dos bicos de pressão para as fontes voltarem a funcionar normalmente”, estimou Toninho.

Apenas na fonte próxima a Rodoviária, foram furtados 30 bicos médios, sendo que cada um custa R$ 130. Outros 70 bicos pequenos, que custam R$ 105 em média, também foram levados. Além disso, o letreiro ‘Volta Redonda’ foi quebrado e teve letras retiradas. Dois rapazes que estavam com alguns bicos roubados foram detidos recentemente pelos agentes da Guarda Municipal.

O levantamento da secretaria aponta ainda que na fonte da Praça da Bíblia, no Centro, foram levados quatro bicos, além de danificada a mureta onde fica o relógio da Light e do Saae. Os vândalos ainda arrombaram os cadeados da casa de máquina e entortaram os bicos, fazendo transbordar água e causando o esvaziamento do local, onde também roubaram lâmpadas subaquáticas. Fora isso, um carro desgovernado quebrou o muro de proteção do lado da Avenida Amaral Peixoto.

Foram registrados atos de vandalismo ainda na fonte interativa da Beira Rio, no bairro Belmonte, e na Praça da Esfinge, no Conforto, além de em outras fontes na entrada do bairro Santa Cruz; na Praça Oscar Cardoso, entre os bairros Casa de Pedra e Jardim Tiradentes; e na fonte da Pedreira, em Três Poços.

Na fonte do bairro Santa Cruz, por exemplo, todos os bicos foram quebrados e arrebentaram o cabo de energia, provocando a inundação da casa de máquinas e queimando bombas e painel eletrônico. Já na Praça Oscar Cardoso, o ato de vandalismo fez com que as águas das chuvas inundassem a casa de máquina, queimando a bomba e o painel eletrônico.

CRIATIVIDADE PARA ESTRAGAR

E a criatividade em estragar os patrimônios não para por aí. Um carro foi lavado na fonte da Praça Oscar Cardoso. A grade foi quebrada e o piso danificado. Há registros de cavalos, cachorros e bicicletas sendo lavados na praça.  Na fonte da Pedreira, em Três Poços, além de uso para lavar animais e bicicletas, vândalos quebraram os bicos e queimaram as bombas e a casa de máquinas pelo uso indevido.

 

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !