L’Étape Rio anuncia mudança de percurso para a edição inaugural

0

RIO DE JANEIRO

A organização do L’Étape Rio divulgou uma mudança de percurso para o evento que ocorre na Marina da Glória, no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 19 e 21 de novembro. O novo trajeto será de 102 quilômetros com 1.092 m de altimetria acumulada.

Após muitas sugestões do público, que pediam pelos chamados “Alpes Cariocas”, o L’Étape Rio conseguiu desenhar uma prova ciclística à altura, com a intensidade e experiências semelhantes ao Tour de France. Os “Alpes” são o conjunto de ruas e estradas cravadas nas montanhas e áreas de preservação ambiental com muita Mata Atlântica nativa ao redor.

“Tiramos a parte de São Conrado, Avenida Niemeyer e praia da Barra da Tijuca do antigo percurso. Para substituir e diversificar mais os aspectos técnicos do percurso, colocamos uma  montanha dentro da Floresta Nacional da Tijuca, um ambiente onde é praticamente floresta e demanda exigência técnica”, explica Fernando Cheles, diretor de prova do L’Étape Rio.

“Fora isso, adicionamos o trecho do Aterro do Flamengo e Botafogo junto a Área de Proteção ao Ciclista Competitivo (APCC) e adicionamos uma volta.”

No novo percurso, os atletas vão largar na Marina da Glória, seguindo pela orla em sentido às famosas praias de Copacabana, Ipanema e Leblon, onde irão apreciar o nascer do sol na beira mar isolada para o ciclismo nacional.

Ao terminar a orla do Leblon, o trajeto segue direto para contornar o Jardim Botânico e iniciar uma das mais famosas subidas do Rio de Janeiro – a subida da Vista Chinesa e da Mesa do Imperador, via estrada Dona Castorina -, a mesma estrada por onde passou a prova de ciclismo nos Jogos Olímpicos do Rio e que agora será fechada para os ciclistas do L’Etape Rio de Janeiro by Tour de France.

“Originalmente previsto como um percurso predominantemente plano, o L’Etape Rio nos brinda agora com um trajeto que promete ser inesquecível. É a oportunidade de competirmos nas mesmas subidas pelas quais passaram os atletas nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.O percurso longo da prova terá pouco mais de 100km. A magnífica subida, no meio de uma das mais míticas florestas do planeta, promete ser tão espetacular quanto decisiva”, comentou Pippo Garnero, vencedor da prova longa do L’Étape Brasil 2021, realizado em Campos do Jordão (SP).

“Realmente, pedalar no Parque Nacional da Tijuca é uma experiência que todo ciclista deve almejar ao menos uma vez na vida! Entretanto, o foco nos trechos planos tem que ser total! Há muitos atletas de qualidade que são acostumados a escapar no plano e nunca mais serem vistos, chegando solo na linha! Seja como for, a prova promete ser épica! Nos vemos por lá!”, finalizou o atleta Strava.

Os atletas do percurso completo devem seguir pelo alto das montanhas sentido Estrada da Canoas, passando pela Casa do Prefeito e descendo até o retorno da prova, no famoso Mirante de Canoas. Ao iniciar o retorno, mais um desafio: com uma estrada de concreto, com a floresta da Tijuca no entorno e com bem mais técnica, essa escalada ficará na memória de todo ciclista.

“Os dois circuitos (novo e antigo) são muito desafiadores, mas têm características diferentes. Antes tínhamos menos subida e um percurso um pouco mais extenso; agora a gente encurtou a distância, mas aumentou em tempo a prova em razão de ter uma subida que exige um nível técnico e físico maior aos ciclistas”, compara Fernando Cheles.

Todos os mapas de percurso já estão disponíveis no site oficial aqui.

Mais informações:

Site oficial – https://www.letapebrasil.com.br/
Facebook – https://www.facebook.com/letapebrasil/
Instagram – https://www.instagram.com/letapebrasil/
Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCKq1bBlIu2szJDU-oj4McuQ
Strava – https://www.strava.com/clubs/l-etape-brasil-by-tour-de-france-1