Lar da LBV de Volta Redonda intensifica os cuidados para proteger a vida dos idosos atendidos

0

VOLTA REDONDA

Considerando o atual cenário do planeta, por conta do novo coronavírus (Covid-19), o Lar Vovó Ássima e Vovô Elias Zarur da Legião da Boa Vontade (LBV) intensificou os cuidados para preservar os atendidos e seus colaboradores. Manter a distância, a higienização das mãos e o uso de máscaras são alguns cuidados que os idosos estão tendo por conta do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo informou uma das responsáveis pelos cuidados com os idosos, Celina Brum, desde o início da pandemia, o Lar, localizado no bairro Santa Rita do Zaur vem mantendo a distância entre os idosos. E mesmo assim, os assistidos não deixaram de  participar das atividades internas, como oficinas educativas para interagirem e desenvolverem suas habilidades.
Prestando atendimento permanente a 42 idosos e 12 no sistema do Centro Dia, o espaço tem contato com a colaboração não só de seus colaboradores, mas de toda a população com doações de álcool em gel e liquido, máscaras e outros produtos. Celina Brum explicou que mesmo confinados, já que aqueles que possuem família não estão podendo sair, os idosos estão cientes do que está acontecendo no mundo. “Eles estão acompanhando pela TV e rádio tudo sobre a pandemia. Nós falamos tudo sobre o assunto com eles. Eles estão sabendo de tudo”, informou Celina.

LIMITAÇÕES E FRAGILIDADES FÍSICAS

Celina lembrou que, conscientes de suas limitações e fragilidades físicas, os mais velhos podem se sentir ainda mais vulneráveis às doenças. Totalmente isolados, os sentimentos de abandono, de inutilidade e de desesperança podem vir à tona, assim como o medo de morrer e a tristeza, emoções propicias para quadros de depressão. Por isso, com as visitas suspensas ao Lar, de acordo com Celina, a equipe está usando a tecnologia a seu favor. “O contato dos idosos com os familiares está sendo feito através de chamada de vídeo, telefone e Watzap. Lógico que eles sentem a falta do contato físico, mas estão entendendo que a distância é para o bem deles”, explicou Celina. Além disso, os assistidos contam diariamente com a equipe de psicólogos.

Brum ressaltou ainda que não há previsão para as visitas ao lar. “Por enquanto não temos previsão para liberar as visitas. A exemplo do mundo todo, estamos aguardando a vacina. Graças a Deus não tivemos nenhum idoso infectado pelo coronavírus e tudo isso graças aos nossos cuidados intensificados”, declarou Celina Brum, lembrando que em todas as atividades eles são separados em grupo, até mesmo para as refeições.

O Lar Vovó Ássima e Vovô Elias Zarur fica na Avenida Nossa Senhora do Amparo, 5079, bairro Santa Rita do Zarur. O telefone para contato é o  (24) 3344-2100.