Julianelli se filia ao PSB e afirma que não tentará a reeleição

0

SUL FLUMINENSE/

O deputado estadual Glaucio Julianelli, o Dr. Julianelli é agora do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ele deixou a Rede Sustentabilidade para ingressar na nova legenda durante cerimônia realizada em Brasília na última semana. Com ele, também ingressaram ao partido, o deputado Alessandro Molon, também da Rede, e o deputado estadual, Carlos Minc, que estava sem partido. A filiação de Julianelli ao PSB veio também com uma notícia. Ao A VOZ DA CIDADE, ele disse que não será candidato a reeleição na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) esse ano.

A respeito de sua saída da Rede, Dr. Julianelli disse que é por questão ideológica. “A rede está caminhando em defesa de posições que para nós aqui fica difícil ter um discurso diferente. Conversei com a presidente estadual da Rede, Sonia Rabelo, sobre esses assuntos e me refiro a Reforma da Previdência e a intervenção federal no Rio. Eles se posicionam a favor e não temos como seguir esse direcionamento. Seria mesmo por questão ideológica que agora, com a candidatura da Marina Silva a presidente, fica difícil manter”, disse o deputado.

Sobre as eleições deste ano ficou definido que o PSB não apoiará Geraldo Alckimin para presidente. “Apoiaremos candidato de esquerda, possivelmente o Ciro Gomes, se o partido não tiver um candidato próprio. Apoiaremos um candidato que tenha a mesma linha ideológica”, afirmou Julianelli.

CONTRA REELEIÇÃO

Em seu primeiro mandato, Dr. Julianelli informou que não tentará a reeleição porque é contrário a ação. “Com a reeleição você começa a se acostumar com o que não pode. De repente os problemas acabam tão grandes que não têm empenho para enfrentar. Os muros começam a ficar muito altos. Num segundo mandato, que nunca tive, as pessoas começam a fazer concessões e entendo que isso não possa ser maior que o interesse público”, destacou, frisando que apesar de não vir para a disputa deste ano, não se aposentará da vida política e pode vir candidato novamente nas eleições de 2022 para a Alerj.

Mesmo de fora da correria de uma campanha eleitoral, o atual deputado diz que não sairá totalmente do pleito, pois ficará com a responsabilidade de organizar as campanhas no Sul Fluminense. Questionado a respeito de quem o partido lançaria em seu lugar, disse que as conversas só serão definidas após o período da “janela” para a troca de partidos. “Vamos começar a discutir com as lideranças da região, especificamente os que são vereadores. Vamos reunir para chegar em um ou mais nomes para a disputa da Alerj e Câmara Federal. Mas temos pela frente a janela que começa em 7 de março e termina em 7 de abril. Definiremos mesmo após esse período”, contou, lembrando que ele e Molon puderam sair antes da Rede porque foi um partido criado depois da última eleição e não conta com suplentes. Julianelli foi eleito pelo PSOL, Molon pelo PT. Já Minc, há algum tempo estava sem partido, depois de sair também do PT. “Nosso objetivo hoje é tentar fortalecer o partido elegendo o maior número de representantes. O foco agora é essa eleição”, concluiu.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !