Jovem volta-redondense está entre as dez vítimas do incêndio no CT do Flamengo

0

VOLTA REDONDA/RIO

O incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo, ‘Ninho do Urubu’, localizado em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio, na madrugada sexta-feira, interrompeu sonhos e as vidas de dez adolescentes entre 14 e 16 anos, além de ter deixado três feridos. Entre os mortos está o volta-redondense Arthur Vinícius Barros da Silva Freitas, que completaria 15 anos neste sábado. Mesmo depois da publicação do nome de Arthur na lista de mortos, na manhã de ontem, a família ainda tinha esperança, conforme declarou ao A VOZ DA CIDADE Edílson Freitas Pereira, tio e padrinho do adolescente.

Edílson contou que seu sobrinho e afilhado estava na categoria de base do Flamengo desde 2016 e que antes havia atuado no Volta Redonda Futebol Clube. No Flamengo, de acordo com o tio, o jovem atleta sonhava em chegar ao time principal e ser um jogador de sucesso. “Mesmo com o nome do meu sobrinho na lista divulgada pela imprensa, como sendo um dos mortos, a nossa família ainda tinha esperanças”, disse Edílson, ressaltando que ele passava a semana no Centro de Treinamento e nos finais de semana vinha para a casa, em Volta Redonda. E ontem, a mãe dele iria buscá-lo para a festa de comemoração de seu aniversário neste sábado. Acredita-se que, pela ansiedade para as comemorações de seu aniversário, Arthur demorou a dormir. Para muitos parecia o destino tentando agir, pois somente depois das 4 horas que ele teria anunciado em uma rede social que havia desistido da luta contra o sono. ‘Fui…zzzz”, postou o atleta, poucas horas antes do incêndio. Segundo o tio, Arthur, que morava no bairro Volta Grande I com a mãe e a tia, vivia um de seus melhores momentos na carreira.

Edílson lembrou também que, assim que foi informada, a mãe de Arthur seguiu para o Rio, com outras pessoas da família para checar a notícia e acabou tendo a confirmação que ninguém jamais queria. O tio disse ainda que o menino começou no Voltaço aos dez anos de idade e depois de se destacar no time na VR Cup 2017 é que foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-15, no ano passado.

Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML), em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, para o reconhecimento das famílias. E até

o fechamento desta edição, o corpo do atleta ainda não tinha sido liberado. Por isso, horário e local do velório e sepultamento também não foram informados.

OS MORTOS

Os mortos no incêndio eram todos jogadores de base do Flamengo. Os dez foram identificados: Athila Paixão, 14 anos, de Sergipe; Bernardo Pisetta, de 15 anos, Santa Catarina; Christian Esmério, 15 anos, morador de Madureira; Jorge Eduardo Santos, 15 anos, Minas Gerais; Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos, de Minas Gerais; Samuel Thomas, 15 anos, São João de Meriti; Vitor Isaías, 15 anos, de Santa Catarina; Rykelmo de Souza Viana, 16 anos, São Paulo; Gedson Santos, 14, de São Paulo; além de Arthur, de Volta Redonda.

Três ficaram feridos e foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste do Rio. Eles foram identificados como sendo Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos, Cauã Emanoel Gomes Nunes, de 14, de Fortaleza, e Jonathan Cruz Ventura, também de 15. Jonathan é o que até o fechamento desta edição estava com estado de saúde mais grave. Ao todo no alojamento haviam 26 atletas.

SOLIDARIEDADE

Desde a divulgação da notícia sobre o incêndio no Ninho do Urubu, atletas e outras autoridades do Brasil e todo o mundo se manifestaram pelas redes sociais para transmitir palavras de solidariedade aos familiares das vítimas e ao clube. Em Volta Redonda, parentes, amigos e autoridades usaram as redes sociais para lamentar a morte do jovem atleta volta-redondense. O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, decretou, pela manhã, luto oficial de três dias, em função da morte do jogador Arthur.

Em nota oficial, a diretoria do Volta Redonda F.C. também lamentou a tragédia. Na nota, o Voltaço ressaltou a morte de Arthur Vinícius, 14 anos, ex-atleta do Esquadrão de Aço que estava com um contrato de parceria com o Flamengo.

Arthur era sobrinho do ex-jogador do Voltaço Andinho e completaria 15 anos neste sábado, mesma data de fundação do Volta Redonda F.C. Com a morte do jovem atleta volta-redondense, o presidente do clube Flávio Horta cancelou as festividades programadas para comemorar o aniversário do time, mantendo somente a missa que será celebrada na próxima terça-feira, 12, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Jardim Paraíba, às 19 horas.

MUDANÇA NO CALENDÁRIO

Em virtude da tragédia ocorrida no CT Ninho do Urubu, do Flamengo, e o adiamento dos jogos das semifinais da Taça Guanabara, a diretoria da Ferj, após reunião com os clubes envolvidos, a detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Carioca, e com o aval da CBF e da Conmebol, transferiu os jogos para as seguintes datas:

Semifinal da Taça Guanabara

Quarta-feira, dia 13 – Vasco x Resende, às 21h30min, no Maracanã;

Quinta-feira, dia 14 – Flamengo x Fluminense, às 20h30min, no Maracanã.

Após a reunião, o presidente da Ferj Rubens Lopes, em coletiva de imprensa ao lado dos Presidentes do Vasco, Alexandre Campello, e do Fluminense, Pedro Abad, lembrou que foi decretado luto oficial de três dias. “Não há clima para se ter futebol neste fim de semana. Todos nós do futebol do Rio, clubes filiados e a Ferj estamos solidários ao Clube de Regatas do Flamengo (CRF) neste momento de profunda dor”, afirmou o presidente Rubens Lopes.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !