Jovem suspeito de tráfico é preso no Jardim Redentor, em Barra Mansa

0

Policiais militares das guarnições Patamo I e II do 5º CPA, da 2ª Cia. do 28º Batalhão de Polícia Militar (BPM) prenderam na tarde de sábado, dia 16, na Rua 4, ponto final do ônibus no bairro Jardim Redentor, Manoel Roberto da Silva Santos, de 22 anos, morador do mesmo bairro, por suspeitas de tráfico de drogas.

Com ele foram apreendidos 14 pinos cocaína de R$ 50, dez pinos de R$ 30, 13 de R$ 20, nove de R$ 15, nove frascos de ‘cheirinho da loló’, R$ 50 e uma farda camuflada do Exército Brasileiro.

A prisão do suspeito aconteceu após os policiais do Patamo II serem orientados para que localizassem um veículo gol que havia sido furto e que teria seguido em direção ao bairro Jardim Redentor. No entanto, durante patrulhamento no referido bairro, com o objetivo de localizar o referido veículo, os agentes foram informados por alguns moradores de que três elementos com fardamento Exército amedrontando os moradores com arma em punho e praticando tráfico de drogas na Rua 4.
Diante dos fatos narrados pelos moradores, os agentes comunicaram seus superiores sobre a denúncia e obtiveram autorização para uma incursão. Com o apoio do Patamo II foi montada uma estratégia para chegar ao local sem serem vistos pelos olheiros, uma vez que, segundo os agentes, o local era de difícil acesso.

Em determinado ponto, os agentes conseguiram observar os elementos com as vestes descritas por populares que empreenderam fuga ao avistarem as guarnições, no entanto, os policiais conseguiram capturar Manoel Roberto que estava com uma sacola em mãos contendo todo material apreendido.

Os policiais disseram que ele teria dito ser integrante da facção criminosa ‘Comando Vermelho’, e que não saberia informar quem era os outros elementos que estava com ele.

Diante dos fatos narrados pelo suspeito e pelo material ilícito encontrado em seu poder, foi dado voz de prisão. Ele conduziu para 90ª Delegacia de Polícia onde permanece preso, tendo como base o artigo 33 da lei 11343/2006, à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !