Jovem que causou tragédia em Barra Mansa é transferida para cadeia pública

0

BARRA MANSA

Mariana Campos de Almeida da Silva, de 23 anos, foi transferida ontem para Cadeia Pública Franz de Castro, a antiga Casa de Custodia, em Volta Redonda. Ela foi presa na noite de quarta-feira, dia 6, após causar um grave acidente na Praça da Liberdade Dante Santos da Fonseca, na Avenida Dário Aragão, no Centro. Três pessoas foram atropeladas. Uma delas morreu.

O caso está sendo acompanhado pelo delegado da 90ª Delegacia de Polícia (DP), Ronaldo Aparecido, que não estipulou fiança e apresentou o fato à Justiça. Ela aguardará a audiência de custódia presa. A motorista do carro foi autuada nos artigos 302 e 303 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por lesão corporal culposa.

Ela morreu após ser atingida por um carro na noite de ontem na Praça da Liberdade – Foto: Redes Sociais

Na ocasião, Beatriz Gonzaga Macedo, de 17 anos, acabou morrendo. Lucas Gonçalves, de 18 anos, morador do Centro, e Isabella Carvalho Galdino, de 14 anos, moradora do bairro Vila Nova, também foram atropelados.

Mariana Campos estava dirigindo um Fiat Uno, tendo como passageira uma amiga. Elas não se feriram e ela permaneceu no local do acidente. Na ocasião, ela explicou a Polícia Militar que “ao descer a Rua Mário Ramos, sentido a antiga Estação Ferroviária, perdeu o controle do veículo, vindo a atropelar um grupo de jovens da Igreja Cristo Reina, que estavam reunidos em oração na praça”, registrou a PM, dizendo ainda que ela comentou ter tentado ajudar as vítimas e confessado que teria ingerido um pouco de cerveja. Porém, o fato não foi apontado no exame do Instituto Médico Legal (IML) de Três Poços, em Volta Redonda.

Isabela e Lucas tiveram ferimentos na cabeça e nas pernas, respectivamente, e receberam alta da Santa Casa de Misericórdia na quinta-feira, dia 7. O corpo de Beatriz foi enterrado no mesmo dia, no Cemitério Parque São Francisco.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !