Jorginho Fuede diz que se sente preparado para representar a região na Alerj

0

VOLTA REDONDA

O Partido Social Cristão (PSC), que no último final de semana realizou sua convenção no último final de semana, no Clube Monte Sinai, na Tijuca, Rio de Janeiro, oficializou o nome do comerciante, Jorginho Fuede, como pré-candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) nas eleições deste ano. O pré-candidato, que é casado e tem 45 anos de idade, disse que nunca havia se candidato ao cargo de deputado estadual, mas que agora pretende conquistar a cadeira, já que o município necessita de um representante na Assembleia. Garantiu que se sente preparado para representar o Estado e a região na Alerj.

Jorginho Fuede falou ao A VOZ DA CIDADE que suas principais metas como representante da população da cidade e região na Alerj é melhorar o serviço do Departamento Nacional de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran-RJ), melhorar a estrutura do Instituto Médico Legal (IML), para melhor atendimentos as famílias que necessitam, cobrar um serviço efetivo do Instituto Nacional de Meio Ambiente (Inea), lutar pela permanência dos policiais militares da cidade para que sirvam próximo ao domicílio e pela redução da carga tributária, principalmente a que incide sobre os combustíveis, além de cobrar a reforma e manutenção das estradas das cidades do interior como a Estrada de Rialto, Amparo ao Turvo, Penedo Mauá e da Serra do Piloto.

Fuede disse ainda que a sua prioridade como deputado estadual é a educação. “É inadmissível aceitarmos o fechamento de várias escolas estaduais”, destacou o pré-candidato, lembrando que sua experiência como vereador poderá lhe ajudar muito. “Com essa experiência me sinto capacitado para representar nosso estado e, principalmente a nossa região na Alerj. O que provei quando fui vereador vou provar como deputado estadual, se eleito for”, prometeu, ressaltando que infelizmente a cidade não tem hoje representantes na Alerj. “Volta Redonda está orfã de deputados estaduais que verdadeiramente os representem e que o povo tenha acesso. Não tem um representante que ouça a população”, completou o pré-candidato.

CENÁRIO VERGONHOSO

Para Fuede, o cenário nacional da política está tão vergonhoso quanto o da estadual. “Não devemos perder a esperança, pois ainda tem gente séria na política e eu vou representar essa esperança”, disse. Em relação se persistir o grande número de candidatos, Fuede pensa que o pleito será muito difícil para os veteranos e para aqueles que têm manchas em sua história. Garantiu que, hoje, somente nomes conhecidos mão mãos resolve, a pessoa tem que ser conhecida pela aprovação e não pela rejeição.  “Penso que o meu caso sou novo em uma eleição à estadual e nunca  estive lá. Precisamos mudar, pois os que estão lá já provaram que nada vão fazer. Sou novo, mas com muito conteúdo”, destacou Fuede. Diz acreditar que as pessoas irão fazer um raio-x de cada candidato e os mais limpos e com trabalhos direcionados à população terão a confiança do povo.

 PSC confirma outras candidaturas

Na convenção de sábado do PSC o ex-juiz federal Wilson Witzel teve a sua candidatura homologada pelo Partido Social Cristão. Em discurso na convenção do diretório estadual da legenda, ele falou sobre suas motivações para se candidatar a governador. “No meu coração, a Justiça sempre foi um objetivo. Renunciei à magistratura, mas não ao meu dever de cidadão. Quero ajudar o Rio de Janeiro e devolver a esperança às famílias do nosso estado”, disse.

A convenção homologou também a candidatura ao Senado do presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo Pereira

Durante o evento, o partido homologou os nomes de 105 candidatos a deputado estadual e de 60 que concorrerão à Câmara Federal. A convenção contou ainda com a presença do economista Paulo Rabello de Castro, que foi confirmado como o candidato do PSC à Presidência da República na convenção nacional da sigla, realizada na última sexta-feira, 20, em Brasília.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !