Jogos do Brasil alteram a rotina do comércio e indústria de Resende

0

RESENDE

O horário da partida de ontem entre o Brasil e Costa Rica trouxe mudanças para patrões e empregados  do comércio em Resende. Quem passou pelo Calçadão do bairro Campos Elíseos, principal Centro Comercial da cidade, por volta das 8h50, encontrou a via completamente deserta. Normalmente à esta hora, o movimento já seria frenético dos funcionários das lojas chegando para mais um dia de trabalho. Mas a partida, marcada para às 9 horas, alterou esta rotina.

A equipe de reportagem encontrou apenas uma farmácia aberta no Calçadão. Perguntada se mesmo trabalhando pretende dar uma espiadinha na partida, a funcionária que não quis se identificar disse. “O movimento até o momento é zero. A rua está deserta. As pessoas estão todas em casa para ver o jogo. Acho que vai dar para ver todo o jogo aqui tranquilamente”, disse a funcionaria, rindo em seguida.

Em outra loja, que vende produtos para festas, a equipe de reportagem encontrou Paulo Sabino descendo a porta do estabelecimento. Perguntado se não iria abrir naquela hora, ele informou que foi apenas pegar um documento e iria para casa para ver a partida. “Hoje abriremos ao meio-dia. Mesmo porque durante a partida não aparecerá nenhum cliente”, justificou.

Um bar ofereceu um café da manhã para atrair o torcedor e faturar com partida – Carlos Henrique Moreira

Já um bar no bairro Barbosa Lima, conhecido pelo seu movimento noturno, teve a criativa ideia de oferecer um café da manhã para quem fosse assistir a partida da seleção no estabelecimento. Com isso, não precisou dispensar os funcionários e ainda faturou com o movimento.

O movimento no Centro Comercial voltou a sua rotina conhecida de grande movimento de pessoas e carros a partir do meio-dia, quando as portas das lojas começaram a ser abertas, com a alegria e alívio estampado na cara de todos depois da vitória suada.

INDÚSTRIA

As partidas do Brasil no horário no horário de trabalho também afetou a produção das fábricas no polo industrial. As empresas elaboraram uma programação para que seus funcionários possam torcer pela seleção sem prejudicar a produção. Uma dessas empresas é a MAN Latin America que na partida de ontem interrompeu a produção entre 8h45min e 10h45min.

Na Man Latin America funcionários se reuniram na frente de dois telões para acompanhar a partida – Divulgação

Já para a partida da próxima quarta-feira, dia 27, contra a Sérvia, que começará ás 15 horas, os funcionários serão dispensados às 11h30min, sendo acordado que a compensação será dada em dias posteriores com a prorrogação de uma hora a mais de trabalho por dia.

Caso o Brasil avance para a próxima fase e tenha partidas às 11 horas, os funcionários terão folga com prorrogação de jornada de trabalho em uma hora por dia.

error: Conteúdo protegido !