Jogando fora de casa Voltaço empata com o Floresta-CE

0

CEARÁ/VOLTA REDONDA

O Volta Redonda Futebol Clube foi até o Estádio Presidente Vargas, no Ceará, e empatou em 1 a 1 com o Floresta-CE na noite desta segunda-feira, dia 20. A partida foi válida pela 11ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Caio Vitor marcou o gol do tricolor de Aço, na primeira etapa, e Carlos Renato empatou para os donos da casa, no segundo tempo.  Com o resultado, o Esquadrão de Aço se mantém na sexta colocação.

O próximo compromisso pelo Brasileiro será diante da Aparecidense-GO, domingo, dia 26, às 18 horas, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Mas antes, o Voltaço estreia na Taça Corcovado, segundo turno do Campeonato Carioca da Série A2, diante do Olaria. A partida será quinta-feira, dia 23, às 15 h, no Estádio Antônio Mourão Vieira Filho, o famoso estádio da Rua Bariri.

O jogo 

O Volta Redonda iniciou pressionando e assustou o Floresta por duas vezes com Lelê. A primeira, aos cinco minutos, após cobrança de escanteio, o atacante cabeceou e a bola saiu rente a trave direita de Marcão. Já a segunda, aos nove minutos, após bate e rebate, a bola sobrou para o camisa 18 que bateu com muito perigo.

A resposta dos donos da casa veio aos 14 minutos, com Raphael Luz, que aproveitou rebote da defesa tricolor e bateu com muito perigo.

Melhor em campo, o Esquadrão de Aço conseguiu abrir o placar aos 37 minutos. Pedrinho lançou Caio Vitor, que, de cobertura, marcou o gol o primeiro do Voltaço.

Na volta do intervalo, o Floresta se mandou em busca do empate e igualou o marcador aos 15 minutos, com Carlos Renato. Com a igualdade, os donos da casa ainda tiveram a chance de marcar o segundo na sequência com Raphael Luz, que cabeceou com perigo cruzamento vindo da esquerda.

Passados os sustos, o Volta Redonda reassumiu o controle do jogo e, quatro minutos depois, até chegou ao segundo gol com Lelê, mas a arbitragem anulou o lance marcando impedimento do atacante tricolor. O Esquadrão de Aço criou mais uma chance de gol aos 32 minutos em cobrança de falta de Pedrinho, que passou rente a trave direita de Marcão, que só ficou olhando.

Aos 43 minutos, o Floresta teve a grande chance de marcar o segundo após penalidade marcada pelo árbitro do jogo, porém, Flávio Torres isolou a bola. Fim de jogo no Presidente Vargas: 1 a 1.