Interventores do Hospital São João Batista, em Volta Redonda, terão salários reduzidos em 50% por determinação judicial

0

VOLTA REDONDA

Redução de salário de R$ 102 mil para R$ 50 mil, além da destituição de cargo de um dos três interventores do Hospital São João Batista (HSJB). A decisão, divulgada na noite de terça-feira, dia 26, com novas medidas a pedido do Ministério Público (MP), foi do juiz da 5ª Vara Cível de Volta Redonda, Alexandre Custódio Pontual em revisão da intervenção do HSJB.

Na determinação, o magistrado destacou a importância da intervenção para manter a unidade de saúde funcionando em condições de preservar a vida da população. No documento, o juiz destaca que é preciso ajustes nas dimensões da intervenção, tanto pela retirada de um dos interventores, como pela redução dos honorários, gerando economia a partir da redução das atividades.

O juiz Alexandre Custódio Pontual suspendeu a intervenção da direção médica do HSJB, por analisar o relatório dos interventores e o plano de ação apresentado pela Prefeitura de Volta Redonda de que o diretor médico pode ser alguém do quadro do município. Consta também na determinação que o prazo remanescente de intervenção na modalidade mais branda será fixado em audiência que está marcada para às 14 horas do dia 3 de fevereiro, no Fórum de Volta Redonda.

Com a decisão do juiz, um dos interventores já foi destituído do cargo e os outros dois tiveram redução de 50% no salário. Já a Prefeitura de Volta Redonda foi intimada para informar se pretende quitar voluntariamente o valor do repasse devido.

SOBRE A RETOMADA DA ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL

Sobre a retomada da Administração do Hospital São João Batista, a Prefeitura de Volta Redonda aguardará a audiência marcada para o dia 3 de fevereiro, quando todas as partes envolvidas deverão se manifestar diante de um planejamento para que a intervenção iniciada no governo passado possa acabar.

Reafirma previamente, no entanto, que é capaz de assumir a administração do Hospital imediatamente. Sobre o pagamento dos R$ 7,9 milhões, a Prefeitura de Volta Redonda apresentará nos autos dos processos uma proposta de desembolso de pagamento para a Justiça analisar. O cronograma será montado de acordo com as condições financeiras atuais do município.

Vale lembrar que a intervenção no Hospital São João Batista aconteceu em novembro de 2020 devido à má administração. Entre os problemas apontados pela Justiça ao anunciar a intervenção estão atrasos dos salários dos funcionários, falta de matérias de trabalho e outros insumos.

error: Conteúdo protegido !