INSS vai agilizar concessão de benefícios e atendimento virtual

3

BRASÍLIA/SUL FLUMINENSE

Diante do desafio de preservar a saúde dos brasileiros frente ao novo coronavírus (Covid-19) , o Ministério da Economia anunciou nesta quinta-feira, 19, mudanças no funcionamento da rede de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Conforme explicou o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, de forma extraordinária serão adotados novos protocolos simplificados de acesso aos benefícios previdenciários. A ideia é proteger tanto os segurados como os servidores públicos que analisam os pedidos de benefícios, reduzindo o risco de exposição ao Covid-19. “Vamos evitar, ao máximo, que as pessoas tenham de ir às agências da Previdência ”, disse Bianco.

Na hora de pedir o auxílio-doença, por exemplo, o laudo de um médico particular será anexado eletronicamente ao requerimento, por meio do aplicativo Meu INSS, sem necessidade de perícia médica federal presencial. O mesmo valerá para pedidos de pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que atende idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. Além do aplicativo, o auxílio aos segurados também está garantido por meio do telefone 135. Bruno Bianco destacou que a medida é especialmente necessária porque o INSS atende grupos que precisam ser poupados de qualquer possibilidade de contágio pelo novo coronavírus, como pessoas doentes, idosos e grávidas.

ANÁLISE VIRTUAL

A equipe do INSS vai analisar a documentação de requerimento de benefício e liberar o pagamento, em processo completamente remoto. “Serviços presenciais serão substituídos por atendimentos absolutamente virtuais. Peço a todos que não se desloquem para as agências do INSS, que lancem mão dos serviços virtuais. Isso vai proteger a saúde do segurado e de todos os demais envolvidos”, defendeu Bianco. O novo sistema de trabalho vai, inclusive, ajudar a reduzir o tempo de concessão dos benefícios, ao abranger requerimentos já protocolados. “Pretendemos zerar as filas”, disse o secretário. As agências do INSS não serão fechadas, mas funcionarão em plantão reduzido.

A aplicação dessas novas regras depende da aprovação pelo Congresso Nacional e a negociação de todos os normativos necessários está em pleno andamento, para que entrem em vigor o mais rapidamente possível, destacou Bianco. Esse regramento vai envolver também medidas para apoiar os trabalhadores informais, já anunciada esta semana. “Com isso vamos criar um ambiente mais favorável especialmente para as pessoas mais vulneráveis”, afirmou o secretário especial. O secretário de Previdência, Narlon Gutierre, afirmou que serão adotados procedimentos operacionais de simplificação e dispensa de exigências, com a finalidade de resguardar o reconhecimento de direitos do segurados e beneficiários, enquanto perdurar a emergência em saúde pública.

O presidente do INSS, Leonardo Rolim, citou que as agências do Instituto atendem cerca de 2,7 milhões de segurados por mês. As medidas anunciadas nesta quinta-feira visam reduzir esse grande fluxo de pessoas, diante dos riscos de propagação do novo coronavírus. “Não haverá nenhum prejuízo ao segurado no recebimento de seu benefício”, destacou Rolim, lembrando da decisão do suspender por 120 dias a necessidade de presença do segurado do INSS nas agências para prestar a prova de vida, assim como a exigência do Cadastro Único (CadÚnico) para o recebimento do BPC. Todas essas exigências ficam para depois de superada a crise atual de saúde pública.

O INSS também está negociando com os bancos a facilitação de movimentações virtuais e saques em máquinas de autoatendimento. “A cada dia, 3,5 milhões de benefícios serão creditados. Temos de proteger as pessoas de maior risco”, disse Narlon Gutierre.

SEGURADOS COMENTAM AÇÃO

A aposentada Maria das Dores, aprova a suspensão da exigência da prova de vida presencial, a moradora de Resende acompanha as notícias sobre o coronavírus e afirma que lidar com o site e aplicativos do INSS são possíveis com apoio dos familiares. “Mal mecho no celular, mas nessa parte do INSS minha filha e netas ajudam. Tenho cadastro ativo e vou priorizar esse atendimento pra saber de meu benefício. Só de não ir lá fazer a prova de vida naquele ambiente lotado, cheio de pessoas com seus problemas de saúde, é importante. Também utilizo bastante o telefone. Somos do grupo de risco e a prevenção deve ser imediata”, afirma.

Com os pedidos para os pagamento do BPC também pelos aplicativos e telefone 135, o aposentado Sebastião Barbosa espera não ter problema com o benefício. “É um momento muito diferente, o mundo tá parando. Nunca vi isso nos meus 73 anos. O BPC ajuda o orçamento da minha família e vou seguir com ajuda dos filhos fazendo todos os procedimentos do INSS. Sou a favor de reduzir a presença de pessoas. Não podemos ficar doentes, o Covid não tem vacina e pode ser fatal para os grupos de risco, como nós, idosos”, argumenta.

3 Comentários

  1. Claudia Cassia Dias P Santos on

    Estou aguardando pois cumpri a exigência de documentação dia 16/03/2020 pessoalmente as 8;55 da manhã. no mesmo dia à tarde chegou outra exigencia de pagamento. Cumpri esta no dia 23/03/2020 e anexei o comprovante de pagamento ; depois não teve nenhuma mudança no status do meu processo, continua em Exigência.