INSS paga a segunda parcela do 13º a beneficiários na segunda-feira

0

SUL FLUMINENSE

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar o 13º de aposentados e pensionistas creditando valores na conta dos beneficiários na próxima segunda-feira, dia 25. O depósito da segunda parte desse abono anual será realizado no período de 25 de maio a 5 de junho, conforme a Tabela de Pagamento 2020. A antecipação do 13º é uma das medidas anunciadas pelo governo federal para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Para aqueles que recebem um salário mínimo, o depósito da antecipação será feito neste intervalo citado, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador. Segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos creditados entre os dias 1º e 5 de junho.

Em todo o país, 35,8 milhões de pessoas receberão seus benefícios de maio. O INSS injetará na economia um total de R$ 71,5 bilhões. Desse total, 30,8 milhões de beneficiários receberão a segunda parcela do 13º, o equivalente a R$ 23,8 bilhões. No estado do Rio de Janeiro, mais de 3 milhões de pessoas receberão seus benefícios de maio, das quais 2,6 milhões terão direito ao 13º. O valor líquido normal será de R$ 7,1 bilhões e o destinado ao benefício R$ 2,4 bilhões.

QUEM TEM DIREITO

Por lei, tem direito ao 13º quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário de aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Na hipótese de cessação programada do benefício, prevista antes de 31 de dezembro de 2020, será pago o valor proporcional do abono anual ao beneficiário. Nesta parcela, vale lembrar, é feito o desconto do Imposto de Renda.

Aqueles que recebem benefícios assistenciais com o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/LOAS) e Renda Mensal Vitalícia (RMV), não têm direito ao abono anual.

ACESSO REMOTO É ESTENDIDO ATÉ JUNHO

Foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 22, a Portaria Conjunta n° 17 prorrogando até o dia 19 de junho o atendimento remoto, nas agências da Previdência Social, aos segurados e beneficiários do INSS. A medida visa à proteção da coletividade durante o período de enfrentamento da emergência em saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Durante esse período, os casos que dependem de perícia médica serão analisados sem a perícia presencial, bastando que o segurado anexe o atestado médico pelo portal ou aplicativo Meu INSS. O Instituto vai antecipar parte do valor do benefício devido ao segurado de forma remota.

Em caso de dúvida o beneficiário deve acessar o Meu INSS pela internet, no computador ou no smartphone (Android ou iOS). No micro basta digitar gov.br/meuinss e no celular instalar o aplicativo.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !