Iniciadas obras para nova rede de abastecimento de água na Beira-Rio, em Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

Começaram nessa semana as escavações na Avenida Almirante Adalberto de Barros Nunes, a Beira-Rio, para substituição da rede de abastecimento de água. Os trabalhos envolvem ainda o assentamento de tubulações e acontecem nas proximidades da Estação de Tratamento de Água (ETA) do bairro Belmonte. A obra, que tem a previsão de ser executada em um ano, vai trocar mais de cinco quilômetros de rede de abastecimento de água na Beira-Rio. Com investimentos de aproximadamente R$ 13 milhões, o objetivo é resolver um problema histórico no abastecimento da cidade, beneficiando cerca de 130 mil habitantes nos bairros atendidos pela rede.

De acordo com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR), as equipes já contam com 60% do material de ferro fundido que será utilizado na obra – quantidade suficiente para iniciar os trabalhos. O restante será entregue, conforme sejam requisitados.

“Estamos conseguindo colocar em prática uma obra tão desejada pelos moradores e que vai melhorar o acesso à água potável para os bairros atendidos pela rede. A população de Volta Redonda merece e essa obra vai marcar a história da nossa cidade”, ressaltou o presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR), Paulo Cezar de Souza, o ‘PC’.

Dentre os materiais que já se encontram na cidade para a realização da obra, também estão dois cavaletes em aço carbono (600 mm de diâmetro), um com 21 e outro com 23 metros, que vão ser colocados nas travessias dos córregos Carvalhos e Coqueiros.  Os cavaletes foram construídos no município baiano de Lauro de Freitas ao custo de R$ 296 mil e foi necessária uma carreta de 27 metros de comprimento para carregar as peças.

Com a obra, serão construídos 4.614 metros de rede adutora de água potável ao longo da avenida, no trecho compreendido entre a Estação de Tratamento de Água (ETA) Belmonte e o bairro Niterói, com diâmetro de 600 mm em ferro fundido. Também serão feitos 660 metros de rede a partir do bairro Niterói até a esquina da Avenida Sávio Gama com Rua Otávio, no bairro Voldac, com diâmetro de 500 mm também em ferro fundido, totalizando 5.274 metros.

Serão investidos aproximadamente R$ 2,8 milhões de mão de obra, que se somam ao valor estimado dos materiais que serão utilizados: R$ 10 milhões – totalizando os quase R$ 13 milhões em investimentos.