Incêndio em terreno particular preocupa moradores

0

BARRA MANSA

Um terreno particular, situado na Rua José Maria da Cruz, no Centro, pegou fogo no início da tarde desta segunda-feira.  De acordo com os moradores, o local estava com o mato seco e alto há algum tempo. Uma moradora relatou que não é a primeira vez que situações como essas acontecem e que ela já realizou várias denúncias na prefeitura pedindo que tomassem providências com o terreno, pois o dono não limpa o local, e, com isso, além do fogo, as pessoas jogam lixo. Segundo ela, a situação causa proliferação de animais peçonhentos, incêndios constantes, e, que há possibilidade de água parada por causa dos resíduos jogados.

O terreno, que fica entre três prédios e uma loja, começou a pegar fogo por volta das 13h30min, se alastrando rapidamente, o que assustou os moradores do prédio que tem gás encanado. O medo era o risco de uma explosão, e, por conta disso, os residentes estavam com baldes e mangueira tentando apagar o fogo enquanto o Corpo de Bombeiros não chegava. Até às 15 horas os bombeiros já tinham controlado as chamas.

Segundo a sindica de um dos prédios, Cláudia Maria Barbosa Lima, de 35 anos, o terreno mal cuidado é um perigo para quem mora próximo ao local. “Já tentei conversar com o dono, já chamei a zoonose e também já reclamei na prefeitura. O terreno continua mal cuidado, com mato alto, e as pessoas continuam jogando os seus lixos”, relatou, contanto que ultimamente tem aparecido animais peçonhentos no prédio. “Além do incêndio, que ocorre todos os anos, nós sofremos com os bichos. Algo tem que ser feito”, disse, completando que o fogo pode não ter sido proposital. “Por falta do cuidado, e por está com o mato seco, até mesmo uma guimba de cigarro ou algo do tipo, pode ter iniciado o incêndio. E é por isso que isso não pode ficar desse jeito”, concluiu.

O A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Prefeitura de Barra Mansa para saber como um residente pode denunciar terrenos particulares que prejudicam a vizinhança, e, se existe uma multa e fiscalização para isso. A assessoria de imprensa informou, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que em casos de terrenos particulares, é de responsabilidade do proprietário sua manutenção e limpeza e que denúncias desta natureza devem ser realizadas na secretaria ou através do telefone (24) 2106-3406.

Ainda de acordo com a Pasta, desde o início do mês, o órgão tem desenvolvido ações para diminuir casos de queimadas no município. Ao todo foram implantadas seis placas contendo informações e a divulgação do telefone para notificar casos de incêndio, o 193. Há uma multa para quem ateia fogo em locais impróprios sem a devida autorização, que varia de R$ 482,37 a R$4.823,75. Se pego no ato, o autor ainda poderá ser encaminhado para a delegacia da cidade, sob o flagrante de crime ambiental.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !