INB promove ação socioambiental em Nhangapi

0

ITATIAIA
Foi realizado na manhã de terça-feira, 13, mais uma edição do projeto Conversa com a Vizinhança, das Indústrias Nucleares do Brasil (INB). O evento foi realizado na sede da Assembleia de Deus, em Nhangapi, e contou com a parceria da prefeitura e da Cruz Vermelha. Na ocasião, foram discutidos os principais problemas ambientais da região e esclarecidas aos moradores informações sobre a empresa e sua política de responsabilidade ambiental. O trabalho é parte do Programa de Educação Ambiental da empresa, que busca o diálogo com habitantes dos municípios de Resende, Areias e Itatiaia.
Uma das temáticas centrais do encontro foi importância da preservação do Rio Água Branca, que recebe o esgoto da comunidade de Nhangapi e os efluentes da INB. A INB possui uma política de tratamento de efluentes que é fiscalizada pelo Ibama. Além da questão ambiental, foram realizadas ações de assistência social pela Prefeitura e pela Cruz Vermelha, através de serviços comunitários em saúde e estética, além de atividades recreativas para as crianças. A INB também distribuiu material didático sobre a preservação da fauna e flora local e realizou oficina sobre o Rio Água Branca.
Segundo a bióloga da INB, Flávia Pires, a integração da empresa com as comunidades vizinhas é de suma importância. “É do interesse da INB estar com as comunidades vizinhas, conhecer suas necessidades e esclarecer dúvidas. Há uma troca de conhecimento, pois discutimos os problemas da comunidade. A importância maior das atividades é o encontro entre as instituições e a população para que realmente possamos construir um meio ambiente melhor”, afirmou.
Atividades como, corte de cabelo, oficina de pipas e montagem de pula-pula para crianças foram realizadas pela ONG Casa de Apoio para Dependentes Químicos Desafio Jovem Mão Do Anjo, comunidade terapêutica de Itatiaia que presta assistência a pessoas com algum tipo de dependência química. A moradora Ana Carolina Felício, falou sobre a integração. “Eu achei muito bom, porque mostra para a nossa comunidade o interesse das instituições com a nossa gente, trazendo muitas informações pra gente”, declarou.

error: Conteúdo protegido !